Cardápio profissional

0
374

José Renato Nalini (*)

Quando eu era criança – e lá se vão setenta anos – as profissões indicadas a quem tivesse vontade de estudar eram a medicina, a engenharia, a odontologia e o direito. Disso não se fugia. Mas os tempos são outros. Infância e juventude do século XXI têm cardápio profissional muito mais rico e exuberante.

O LinkedIn relacionou os cargos de alta demanda nos últimos cinco anos. São aqueles que ofertam as melhores perspectivas profissionais. Pois partem da demanda empresarial. O que é que as empresas contemporâneas querem e do que elas precisam?

A profissão campeã é a de analista de privacidade. Profissional que avalia os riscos relacionados a dados sensíveis, ajudando as empresas a desenvolver procedimentos para tratar informações de maneira adequada. Em seguida, analista de ciber-segurança. O responsável por evitar ameaças cibernéticas a dispositivos e à rede da empresa, monitorando incidentes e avaliando vulnerabilidades.

Em terceiro lugar, executivo de vendas. Coloca em prática a estratégia de vendas, sendo responsável por processos desde a identificação de potenciais clientes até a administrar a carteira de contas.

Depois o representante de desenvolvimento de negócios, que faz prospecção e relacionamentos com potenciais clientes para oportunidades de negócios. Em quinto, o gerente de contas estratégicas. Cuida da gestão das contas de clientes que geram maior faturamento da empresa. O próximo é diretor de receita: supervisiona os processos geradores de receita em uma empresa, escolhendo setores para foco e participando na definição das estratégias de planejamento e operações.

As empresas ainda precisam de engenheiro de segurança de processo cuja tarefa é analisar riscos em processos industriais relacionados a compostos químicos e materiais. Necessitam de assessores de investimentos, que auxiliam clientes na tomada de decisões de investimento e analistas de dados: para coletar e limpar bases de dados, fazer análises e fornecer material que auxiliem outras áreas do negócio a tomar decisões. A lista continua com gerente de tráfego, líder de gerentes de produto, analista de construção civil, especialista de campo, diretor comercial, gerente “Middle Market” e psicólogo infantil.

E você? Já escolheu o que quer ser?

(*) É Reitor da UNIREGISTRAL, docente da Pós-graduação da UNINOVE e Secretário-Executivo das Mudanças Climáticas de São Paulo.

(Imprensa Renato Nalini)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.