Um modelo para o Brasil

0
103
Imagem: Prefeitura de Jundiaí

Luiz Fernando Machado (*)

Jundiaí é reconhecida como “Cidade das Crianças”, o que nos deixa com muito orgulho. A atual administração colocou a primeira infância como prioridade e isso tem sido fundamental para transformar a vida da nossa população. Durante os últimos sete anos, criamos programas que se tornaram referência nacional e internacional.

Nosso planejamento começou com os estudos do Prêmio Nobel de Economia de 2000, de James Heckman. O trabalho do pesquisador constatou que, para cada dólar investido nessa fase da vida, tem-se um ganho de US$ 7 em retornos para a sociedade. A partir dessa base fomos buscar projetos que pudessem fazer a diferença na vida das nossas crianças.

A Escola Inovadora é uma das muitas iniciativas implantadas na nossa gestão. Dentro desse programa, adotamos a metodologia “Desemparedamento de Escola”, presente em todas as unidades da rede municipal de ensino de Jundiaí. Nossa proposta sempre buscou novos paradigmas para preparar nossos meninos e meninas para um mundo cada vez mais desafiante.

A metodologia adotada traz muitas possibilidades e busca associar atividades de aprendizagem fora do ambiente escolar atreladas aos conteúdos curriculares das disciplinas. Esse modelo abre uma jornada de conhecimento priorizando sempre o contato dos alunos com a natureza, estimulando a curiosidade. Os resultados desse modelo de aprendizagem têm sido incríveis.

Agora, o trabalho desenvolvido em Jundiaí será tema de pesquisa do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto sob a coordenação do Prof. Dr. Mozart Neves Ramos, titular da Primeira Cátedra Sérgio Henrique Ferreira da IEA-USP de Ribeirão Preto. A instituição já mantém parceria com 170 municípios de dez estados brasileiros. Com esse trabalho, a nossa metodologia poderá ser conhecida por muitas outras cidades e contribuiremos para multiplicar uma iniciativa transformadora.

O estudo da USP vem se somar a outros reconhecimentos. A metodologia já foi, inclusive, premiada internacionalmente no ano passado em evento da “Children & Nature Network”, instituição norte-americana que elege práticas incentivadoras do contato e conexão entre as crianças e a natureza.

Para alcançar os bons resultados, investimos forte na educação de nossas crianças. Os professores mergulharam nessa proposta e receberam treinamentos para avançar com o projeto. Um dos exemplos de como funciona o modelo está no projeto “Inova na Horta”. Implantado em 104 escolas municipais, incentiva a alimentação saudável, além de promover conhecimentos sobre sustentabilidade e meio ambiente.

Tenho certeza de que entregaremos um legado muito promissor para as futuras gerações. Os nossos alunos serão cidadãos muito mais conectados com o mundo e preparados para alcançar os seus propósitos. O estímulo ao conhecimento desde a primeira infância é uma herança que se leva para toda a vida. E como bem escreveu o grande mestre Guimarães Rosa: “Vivendo, se aprende; mas o que se aprende, mais, é só fazer outras maiores perguntas”.

(*) É prefeito de Jundiaí (SP).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.