Transporte público terá reajuste a partir de 16 de janeiro

0
105

Previsto no contrato de concessão das linhas assinado em 2016, reajuste tem como base o aumento das despesas, incluindo preço de combustível, IPCA dos últimos 12 meses e salário dos operadores

Em razão do aumento das despesas que compõem os principais custos operacionais do serviço de transporte coletivo, a tarifa de ônibus de Araraquara será reajustada a partir do próximo dia 16 de janeiro, passando para R$ 5.
Para estudantes que pagam meia passagem, o valor passará de R$ 2,17 para R$ 2,50; o mesmo preço será cobrado pela tarifa turística aos domingos e feriados para quem pagar a passagem com o cartão NovoCard Comum.
De acordo com Nilson Carneiro, diretor-presidente da Controladoria de Transportes de Araraquara (CTA) e Coordenador Executivo de Mobilidade Urbana, o reajuste anual é aplicado para a recomposição do equilíbrio financeiro do sistema de transporte público, diante do aumento das despesas envolvendo preço de combustível e aumento salarial dos operadores. Está previsto no contrato de concessão das linhas, que foi assinado em 2016.
Segundo dados do Consórcio Araraquara de Transporte (CAT), formado pela Empresa Cruz e Viação Paraty, com base nas referências de variação dentro do período de 12 meses do IPCA, que foi de 10,67%, do diesel, de 55,46%, e do reajuste salarial de 7,59%, foi possível chegar a um índice de reajuste de 22,76% e uma tarifa técnica de R$ 5,34. No entanto, o prefeito Edinho negociou e conseguiu fechar o valor da tarifa em R$ 5.
Essa participação do prefeito nas negociações com a CAT para reduzir o impacto dos reajustes anuais já vem sendo feita há vários anos. Em 2019, por exemplo, a tarifa técnica do CAT já indicava reajuste para R$ 4,77, mas o valor ficou em R$ 4,10, também intermediação de Edinho.
Em 2020, por conta da pandemia, não houve reajuste do transporte público coletivo. E ano passado, a tarifa técnica apontada para R$ 4,83, mas o valor ficou em R$ 4,35.
Avaliando a tarifa em relação a outros municípios, Araraquara terá transporte público coletivo mais barato que cidades como Piracicaba, que a partir de amanhã reajusta a tarifa para R$ 5,60; Itu e Campinas, com tarifas reajustada para R$ 5,15; e São Bernardo e Diadema, onde o transporte público também já subiu e está em R$ 5,10. Em Cabreúva, Suzano, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Itaquaquecetuba, a tarifa de ônibus já custa R$ 5 desde o ano passado. Assim como em Franco da Rocha, Caieiras, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Osasco, Carapicuíba, Barueri e Itapevi, as tarifas do transporte coletivo também sobem para R$ 5 agora nos primeiros dias de 2022.

MAIS INVESTIMENTOS

“Além de recompor o equilíbrio econômico-financeiro, o reajuste permite investimentos que tragam melhorias para os passageiros. O transporte coletivo de Araraquara opera 100% da frota com acessibilidade e ainda oferece, através de agendamento, transporte gratuito exclusivo para deficientes físicos que não têm como se locomover sem o auxílio de acompanhante. Além disso, os idosos acima de 65 anos têm o direito à gratuidade da passagem nas linhas municipais e alunos matriculados no ensino médio e em cursos superiores de graduação e pós-graduação contam com desconto de 50% da tarifa no transporte público dentro da cidade (no trajeto casa – local de embarque – casa), além do horário ampliado de uso do cartão de meia passagem para estudantes”, destaca Nilson Carneiro.

(Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

Deixe uma resposta