Secretaria de Educação diz ter adquirido 1.400 computadores para unidades escolares   

0
188

Em requerimento, vereador Rafael de Angeli (PSDB) aponta importância da tecnologia em ambientes de ensino 

Recentemente, o primeiro secretário da Mesa Diretora do Legislativo, vereador Rafael de Angeli (PSDB), protocolou o Requerimento nº 113/2022, questionando sobre as tecnologias disponibilizadas nas unidades escolares do município. A Secretaria Municipal de Educação respondeu aos questionamentos do parlamentar.

No documento de resposta, a pasta esclareceu que as unidades escolares têm disponibilidade de internet de 1 gigabyte de velocidade, sendo distribuída conforme a necessidade de cada unidade.

Foi ainda anexada uma tabela esquematizando a quantidade de computadores nos setores da Rede Municipal da Educação, sendo 871 no total (a distribuição pode ser conferida na íntegra pelo acesso ao documento).

A Secretaria apontou ainda que os computadores das unidades escolares foram adquiridos ou locados há mais de dez anos e, por essa razão, passaram por um desgaste natural que afetam um bom desempenho.

Frente a esses problemas, a pasta alegou que, no final de 2021, adquiriu 1.400 computadores novos para as unidades escolares, sendo um aumento de 529 máquinas para atender as demandas com mais qualidade.

Em complemento, foi informado que os novos eletrônicos começaram a ser instalados em fevereiro; e que, além dos computadores, há ainda 1.419 notebooks para gestores e professores, 832 tablets para Escolas de Ensino Fundamental, e outros 3.200 tablets para os anos finais do Ensino Fundamental – estes em processo de licitação.

Por fim, a Secretaria ressaltou que toda a estrutura de rede das unidades será readequada de acordo com a quantidade de usuários e demandas das escolas; e que foram adquiridas 329 Smart TVs para salas de aula das unidades de Ensino Fundamental, Centros de Educação Integral e Núcleo de Educação de Jovens e Adultos.

No documento protocolado, Angeli havia frisado a importância da inserção das unidades escolares no ambiente de tecnologias. “Vivemos na era das tecnologias digitais e as escolas públicas, como espaços comuns de geração de conhecimento e desenvolvimento humano, devem se inserir nesse contexto, fornecendo os meios necessários para o bom aproveitamento dos alunos e professores.”

O vereador citou ainda a necessidade de inserção de tecnologias nos ambientes escolares como uma forma de prosseguir com a rotina educacional no período da pandemia de Covid-19.

(Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.