Ministério Público confirma constitucionalidade de projeto de regularização de sepulturas

0
157

Em resposta a representação encaminhada pelo partido Patriota, promotora de Justiça não vê ilegitimidade por parte do Município

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) confirmou a constitucionalidade do projeto de lei de regularização de sepulturas nos cemitérios municipais de Araraquara. A decisão foi assinada pela promotora de Justiça Patrícia Salles Seguro.

Uma representação encaminhada pelo partido Patriota de Araraquara ao MP-SP questionava a Lei Complementar nº 971, de 10 de junho de 2022, de autoria do Município de Araraquara e aprovada pela Câmara Municipal, que dispõe sobre organização e o funcionamento dos cemitérios municipais.

O MP-SP destaca que a nova lei de 2022 teve propósito de regularizar e readequar as condições dos cemitérios municipais, além de realizar levantamento de sepulturas em situação de irregularidade. Sendo necessária a regularização da sepultura, o projeto previa a isenção de pagamento nos primeiros 60 dias do prazo previsto, com pagamento do preço público somente após o prazo citado.

“Não se identifica qualquer ilegitimidade na cobrança de valores para a regularização de sepultura perpétua, tal qual aventado pelo partido político autor da representação”, salientou a promotora de Justiça.

Além disso, desde a Lei Complementar nº 18/1997 havia previsão legal para a cobrança de valores por execução de serviços e a regularização de uma sepultura perpétua que tenha ficado sem regularização.

“Não há, portanto, qualquer insegurança jurídica relacionada ao advento da nova lei. Não se vislumbra violação a princípios constitucionais que possam justificar o ajuizamento de ação direta de inconstitucionalidade”, concluiu a promotora Patrícia Salles Seguro.

Regularização

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, prossegue com o atendimento presencial dos concessionários de túmulos no Cemitério São Bento que precisam regularizar suas concessões no Centro Internacional de Convenção (Cear). Também continua disponível no site da Prefeitura (www.araraquara.sp.gov.br/cemiterios) o protocolo eletrônico de pedidos de regularização.

O período de regularização será de 4 de julho a 17 de outubro e o período de isenção de 100% do pagamento do preço público, de 4 de julho a 16 de setembro.

Até a última segunda-feira (8), já foram registrados 3.074 protocolos eletrônicos e 1.301 presenciais, totalizando 4.375 cadastros das cerca de 10 mil concessões que deverão ser regularizadas até o fim do prazo, em 17 de outubro.

Regularizar a concessão de uso da sepultura é realizar a transferência da titularidade, caso o titular faleceu e não foi substituído no contrato de concessão junto à administração do cemitério. A medida cumpre os termos da Lei Complementar nº 971, de 10 de junho de 2022.

Os documentos necessários para a regularização de titularidade de concessão, que deverão ser apresentados no atendimento presencial, são documentos pessoais do requerente; documento de comprovação de grau de parentesco com o concessionário anterior, que pode ser certidão de óbito, certidão de casamento, entre outros; documento de posse de concessão oferecido à época pelo município, incluindo recibo, contrato e outros, e a declaração de renúncia de preferência, se houver necessidade.

O atendimento no Cear é feito de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. O Centro Internacional de Convenção fica na Rua Ivo Antônio Magnani, nº 430, Fonte Luminosa.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.