(Editorial) Preconceito

0
150

Nunca se falou tanto em preconceito. Mas há um deles que talvez seja menos comentado e divulgado: “a falta de respeito com os idosos”.

É frustrante observar, principalmente nos jovens, o desdém com que se dirigem às “pessoas velhas”, como costumam dizer. Esquecem, por óbvio, de frase tão singela (e verdadeira): “só não fica velho, quem morreu jovem”.

Vamos a exemplo concreto, mas sem identificar os envolvidos.

Um senhor idoso fazia fotos (que era seu trabalho) em um evento, quando um jovem fotógrafo, que também fazia o mesmo, dirigiu-se ao senhor: “não vê que está atrapalhando meu trabalho. Dá licença”. Bem bruscamente.

É claro que foi um tremendo choque para esse senhor, que estava a trabalho. Total falta de educação, de humanidade e humildade do jovem.

O experiente profissional saiu do local arrasado. Depois de tantos anos de trabalho, receber esse tratamento – e em público – o deixou arrasado. Ora, já passou da hora de respeitar nossos idosos. Não existe escola com mais sabedoria do que a da vida. Isso é inegável.

Educação e respeito ao próximo vêm de casa. Você que é jovem hoje, no lugar de desprezar, seja um companheiro, parceiro e admirador do idoso. Ajude nas tarefas do dia a dia: na informática, por exemplo. Enfim, dê à ele o mesmo acolhimento que recebeu quando criança, de seus pais. Ainda: o mesmo acolhimento que gostaria de receber, igualmente, quando estiver mais velho.

Difícil? Não. Na verdade, só se exigem boa vontade e empatia. O fato é que valorizar nossos idosos é sinal de verdadeira sabedoria. Sejamos mais sábios, portanto.

Deixe uma resposta