DESTAQUE EMPREENDEDORA

0
1385
Carolina Biagioni Ferraz

Carolina Biagioni Ferraz é Terapeuta Ocupacional formada pela UFSCar.

Como terapeuta ocupacional, comecei a trabalhar em 2014 e como empreendedora em 2019. No entanto, meu primeiro trabalho foi como vendedora, ajudando meus pais na loja deles. Tive uma boa base de consciência ambiental na minha escola desde a infância e sempre tive a preocupação de reduzir o impacto e levar o que aprendia para o meu dia a dia, como separar materiais recicláveis e não jogar lixo na rua, por exemplo. Com o tempo, fui colocando outras ações em prática.

Quando engravidei do meu primeiro filho, ouvi falar das fraldas ecológicas e fiquei encantada com a possibilidade de não usar fraldas descartáveis. Pesquisei e encontrei uma mãe que usava, a qual me ajudou e tirou todas as minhas dúvidas, e mesmo com tantas opiniões contrárias, comprei as primeiras e comecei a usá-las. E foi um sucesso! Sempre fiz questão de mostrar e falar sobre as fraldas ecológicas. Quando meu filho foi para a creche, ele permaneceu usando essas fraldas e várias mães começaram a me procurar para saber mais sobre elas, onde comprar e como usar.

Na minha segunda gestação, outra mãe gestante me procurou para saber se eu enviava fraldas ecológicas. Essa pergunta soou como portas se abrindo e eu disse que sim. Naquele mesmo dia, fiz o primeiro pedido de fraldas para venda.

As maiores dificuldades foram aprender a empreender, porque é muito diferente de vender. Um empreendedor tem que saber quando arriscar e quando recuar, tem que acreditar, tem que confiar, buscar conhecimento em muitas áreas diferentes, como finanças, marketing, estoque, conhecer o mercado e o público-alvo, gerenciar redes sociais. Fiz muitos cursos, consultorias e networking para fazer meu empreendimento crescer e ainda busco conhecimento.

Enquanto mulher, não tive tantas dificuldades, porque meu público-alvo e fornecedores são majoritariamente femininos, minhas entregadoras são mulheres, e meus produtos ficam em uma loja colaborativa só de mulheres. E entre as mulheres empreendedoras, existe uma rede de apoio muito forte, felizmente. Mas como mãe, sim. Desde o início, preciso conciliar três jornadas completamente diferentes: empreendedora, mãe e terapeuta.

Busco oferecer aos meus clientes o atendimento que eu gostaria de receber, com atenção, alegria, empatia e disposição. Faço atendimentos personalizados, envio vídeos e fotos, se necessário, e vou até a residência da cliente para auxiliar na adaptação e sucesso no uso das fraldas ecológicas.

Com o tempo, meu leque de produtos foi crescendo, comecei a trabalhar com absorventes femininos, calcinhas absorventes, coletores e discos menstruais, desodorante de cristal, entre outros. Comecei a desenvolver minha própria marca de fraldas e absorventes femininos, que já está no mercado, porém com produção mais artesanal e em pequena escala.

Meu plano para o futuro é aumentar a produtividade e ter meus produtos em vários pontos de venda, com produção socialmente responsável.

Acredito que o maior conselho que poderia dar para outras mulheres que buscam empreender seja se conectar com as pessoas, fazer parcerias e trocar experiências, assim as portas se abrirão. Uma amiga me disse algo que levo para o meu empreendimento: “pessoas conectam pessoas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.