Declarações do vereador Lineu na Sessão da Câmara

0
131

Texto: Lineu Carlos de Assis

Uma das funções do vereador é fiscalizar e legislar, e no sentido de fiscalizar, estou aqui hoje para, lamentavelmente, tecer criticas a falta de materiais essenciais e remédios nas UPAS. Estamos com falta de AAS, Betulina, luvas de procedimento, gaze e até cadeiras de rodas (houve inclusive, uma triste cena onde uma pessoa idosa teve que ser amparada pelo filho para adentrar a UPA).
É muito triste isso, gente. Eu sou repetitivo nisso e vou continuar sendo, mas a Administração gasta mais de 1 milhão de reais por mês com cargos de comissionados, e na saúde, que é coisa séria e as pessoas estão necessitando, nós não podemos fraquejar, não podemos falhar nisso. O poder público municipal tem que estar atento! Eu acho que tem dinheiro, né? Para quem pode pagar por 145 cargos comissionados, não pode faltar materiais essenciais no Pronto Socorro. Então é lamentável que nós estejamos vivendo isso, lamentável que tenhamos que dizer isso. Isso tem que ser corrigido.
Continuo insistindo também e também vou ser repetitivo nisso, esse pessoal da saúde tem um valor extraordinário, o pessoal da linha de frente, sobretudo, do combate a COVID. Por isso, senhor Prefeito, por favor, vamos aderir ao 14º salário desse pessoal, eles merecem! Vamos pensar com seriedade quanto a isso.

MORADORES DE RUA
E por fim, outro problema que estamos enfrentando em Araraquara, devido à falta de uma ação da Secretaria da Promoção Social e da Guarda Municipal, é o excesso de moradores de rua, que nós não podemos taxar como marginais, pois 90% dos que estão ali são pessoas excluídas por problemas, mas a habitação em praças é uma questão. Se passarmos pela Praça da Matriz, podemos ver pessoas dormindo dentro de um chafariz, se passarmos pela Praça Santa Cruz e em outras praças, você se depara com a mesma cena. E o que estamos fazendo por eles? Qual é o plano para agasalhá-los? Administrações anteriores deram um bom exemplo em relação a isso.
Nós vamos esperar ter uma catástrofe? Alguma coisa que realmente nos choque? É necessária uma ação conjunta para resolver essa situação. Secretaria da Promoção Social e da Guarda Municipal, precisamos ter um projeto e por em execução! Repito, 90% dessas pessoas que estão hoje em regime de abandono nas ruas, são pessoas carentes, realmente, mas existe aqueles 10% ali que são marginais. Então não vamos esperar a coisa acontecer e ficar grave para que se “feche a porteira”.
Como foi o caso da UPA, que eu comentei semana passada aqui, a presença da Guarda Municipal deve ser permanente! Não tem essa de “chegou 10 minutos depois”, pois em uma dessas, o desequilibrado que estava com uma faca na mão, poderia ter matado 6 pessoas. E ai?  Então: precauções, projeto e eficácia.

DECLARAÇÃO DE VOTO, QUE DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE INCENTIVOS FISCAIS À EMPRESA ESTRELLA DE GALICIA IMPORTAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE BEBIDAS E ALIMENTOS LTDA:

Antes que tenha interpretações erradas em relação ao meu voto, eu quero dizer claramente que eu não gosto de injustiças e desigualdades. Os médios, os pequenos e os microempresários de Araraquara, foram massacrados nesse período de pandemia e a eles não foi dado nada, projeto algum que os incentivasse.
Estou longe de ser contra a vinda da Galicia para Araraquara, longe disso! Apenas acho que antes que votemos a vinda de uma empresa com tanta isenção de impostos, não podemos admitir que quem faz girar a roda econômica de Araraquara – a pequena, média e microempresa de Araraquara – não sejam beneficiadas. 1 ano e meio de pandemia e não foi feito nada por elas, nada!
Gostaria e esperava que o Poder Público Municipal, antes de colocar “á toque de caixa” esse projeto aqui, tivesse feito alguma coisa pelos nossos empresários, pela nossa população. Então, aos grandes, tudo! E aos pequenos, que convivam com suas falências, convivam com sua quebradeiras, convivam com a dispensa de funcionários, convivam com a fome que muitos deles tiveram?
Repito e vou deixar claro para que não haja distorção da minha fala, eu NÃO sou contra a vinda da Galicia, eu sou contra privilegiar uma potência com isenção de taxas e impostos e não fazer nada pelo micro, médio e pequeno empresário. Isso é injusto, não é correto e é desigual.

 

Deixe uma resposta