ARARAQUARA 204 ANOS – E SEUS PREFEITOS

0
54

Lineu Carlos de Assis (*)

Araraquara teve uma característica marcante nestes últimos 50 anos, cinco nomes se revezaram na condução do executivo da cidade. Desde 1972, a população elegeu candidatos da direita, esquerda e centro.
Até o ano 2000, Clodoaldo Medina administrou a cidade por dois mandatos, Roberto Massafera esteve à frente do Executivo por uma oportunidade e Waldemar de Santi conduziu os destinos da nossa Morada do Sol em três mandatos.
Todos os três nomes citados, cada um ao seu estilo, tinham características semelhantes, ou seja, vieram da iniciativa privada com experiência em gestão.

Possuíam notáveis valores que nos orgulhavam, citadas abaixo:

– a cidade tinha estrutura e zeladoria invejável, aliás tivemos, no bom sentido, o apelido de “CIDADE MAIS LIMPA DAS TRÊS AMÉRICAS”.
A cidade apresentava ruas limpas, com asfalto impecável em toda sua extensão. Mato em calçadas, ruas e terrenos não eram vistos, era comum vermos, constantemente, a figura de funcionários municipais com suas “espátulas” cortando o mínimo mato nas calçadas e ruas;
– moralmente sempre estávamos presentes, positivamente, na grande mídia nacional;
– financeiramente, a nossa situação era invejável. Vender para a Prefeitura Municipal de Araraquara era certeza de receber em dia.

Grandes investimentos aconteciam em nossa cidade e a iniciativa privada, vinda de fora, encontrava em Araraquara a oportunidade de grande sucesso. Éramos decantados em versos e prosas como total e exemplar qualidade de vida.
Veio o ano de 2001 e, com ele, a nova e lamentável forma de condução. Edinho Silva e Marcelo Barbieri revezaram-se nos últimos 20 anos.
Os gestores de qualidade que administraram a cidade de forma competente e admirável deram espaço aos políticos. Estes, sem nenhuma experiência administrativa, iniciaram a fase de derrocada da cidade e os valores gradativamente foram se perdendo:

– A CIDADE MAIS LIMPA DAS TRÊS AMÉRICAS – tal qual um passo de mágica – deixou de existir. A falta de manutenção deixou praticamente 90% das ruas esburacadas, bem como o mato fez morada permanente nas ruas e calçadas da cidade.
– Moralmente… somos citados negativamente na grande mídia, nos últimos anos. O orgulho de sermos exemplos cedeu lugar a fatos pouco recomendáveis.
– Financeiramente, triste dizer. Quem “arrisca” vender para a Prefeitura Municipal de Araraquara tem dificuldades para receber em dia, outros já nem mais se propõem a isso.

Nenhum grande investimento foi atraído nos últimos 20 anos.
O que dizer da nossa amada ARARAQUARA que completa 204 anos… da cidade onde nasci – na saudosa Gota de Leite – e presenciar mudanças acentuadas e negativas em 20 anos?
Quero minha cidade de volta… bela, ordeira e atrativa!!!

(*) É publicitário, jornalista e relações públicas.

Deixe uma resposta