Obmep: rede estadual de São Paulo conquista 821 medalhas e se prepara para edição 2024

0
91
Foto: Seduc-SP - Flavio Florido

Inscrições para 19ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas seguem abertas até 15 de março; São Paulo, Guarulhos e São Bernardo do Campo foram os municípios com mais medalhistas no ano passado

Escolas da rede estadual de São Paulo têm até 15 de março para se inscrever na 19ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). A competição é dividida em três níveis: 1 (6º e 7º ano do Ensino Fundamental), 2 (8º e 9º ano do Ensino Fundamental) e 3 (Ensino Médio). Na última edição, estudantes paulistas conquistaram 821 medalhas, sendo 55 de ouro, 163 de prata e 603 de bronze, além de 6.112 menções honrosas.

As unidades de ensino devem fazer a inscrição no site oficial da Obmep www.obmep.org.br. Não há custos para a rede pública. Cada escola deverá indicar no formulário de inscrição apenas a quantidade de alunos de cada nível, incluindo estudantes da modalidade da educação de jovens e adultos (EJA).

As provas da primeira fase estão marcadas para 4 de junho. Nessa etapa, de caráter eliminatório, os candidatos devem responder a um questionário composto por 20 questões de múltipla escolha com conteúdos previstos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e de acordo com cada nível. Os exames são aplicados nas próprias escolas onde os estudantes estão matriculados. A duração máxima é de 2h30 (duas horas e trinta minutos).

Serão classificados para a segunda fase os alunos que obtiverem as maiores notas na prova da primeira etapa, selecionados em ordem decrescente de nota, até que se preencha o total de vagas disponível para cada escola e por cada nível. As provas da segunda fase estão agendadas para 19 de outubro e, desta vez, são compostas por seis questões discursivas. O resultado final deve ser divulgado em dezembro.

São Paulo, Guarulhos e São Bernardo do Campo

Na edição de 2023, as primeiras três posições no ranking total de medalhas foram ocupadas pelas cidades de São Paulo (108), Guarulhos (27) e São Bernardo do Campo (26).

Entre as medalhas de ouro, alunos de escolas da capital paulista tiveram o melhor desempenho estadual e conquistaram juntas oito medalhas: duas no nível 1, cinco do nível 2 e uma no nível 3. Depois da capital, o destaque é a cidade de São José dos Campos com quatro ouros: uma no nível 1, duas no nível 2 e uma no nível 3.

No ranking por unidades de ensino, duas escolas ocupam o lugar mais alto com sete medalhas cada: a Escola Estadual Doutor Samuel de Castro Neves (uma prata e seis bronzes), em Piracicaba, e a Escola Estadual 9 de Julho (uma prata e seis bronzes), em Dracena.

Mais aulas de matemática no currículo

Além dos materiais disponibilizados no site da Obmep, a partir deste ano, a preparação dos alunos da rede estadual tem um apoio extra. A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) ampliou em 70% a carga horária da disciplina de matemática no Ensino Médio. Outra mudança é a inclusão do componente de educação financeira em classes do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental e nas três séries do Médio. Os estudantes da rede estadual paulista também têm acesso a duas plataformas focadas no aprendizado de temas matemáticos: Matif e Khan Academy.

(Secretaria da Educação do Estado de São Paulo) 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.