Laudos apontam riscos em reservatórios de água do Daae 

0
93

Cobradas por Rafael de Angeli (PSDB), vistorias de 2018 indicavam necessidade imediata de intervenção, mas seguem sem reparos 

Após rompimento em 2015, que matou duas pessoas, o reservatório de água do Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae), localizado na Vila Xavier, foi demolido, mas voltou a preocupar os moradores da região devido à água acumulada no local. Diante disso, em janeiro, o primeiro secretário da Mesa Diretora da Câmara de Araraquara, vereador Rafael de Angeli (PSDB), cobrou informações sobre a situação deste e dos demais reservatórios da cidade, conforme Requerimento nº 96/2022.

Os laudos técnicos solicitados pelo parlamentar foram entregues pela autarquia no dia 8 de março e estão disponíveis para consultaaqui. Além dos laudos, Angeli solicitou que o local que abrigou o reservatório passasse por limpeza e ainda questionou quando teriam sido feitas as últimas manutenções nos reservatórios do município.

Em resposta, o Daae informou que, em 2018, contratou uma empresa especializada para vistoriar todos os reservatórios de estrutura de concreto armado e argamassa de Araraquara. Ao todo, o município conta com 23 reservatórios com estrutura de concreto, 2 de argamassa e 26 metálicos, totalizando 51 reservatórios de água potável em funcionamento.

De acordo com os laudos, das 26 estruturas vistoriadas, seis apresentaram anomalias com grau de risco crítico, sendo recomendada a intervenção em curto prazo; sete apresentaram risco moderado; e as demais, risco mínimo. Segundo o Daae, uma empresa especializada foi contratada para a entrega dos projetos executivos de recuperação estrutural e impermeabilização de nove reservatórios, entregues em 2020, ao custo de R$ 11.961.247,62.

“No segundo semestre de 2020, o Daae, através da linha de financiamento do Finisa da Caixa Federal, pleiteou recursos para a execução completa de todos os nove projetos de recuperação dos reservatórios citados, no valor de R$ 13 milhões”, afirma o ofício, que cita ainda previsão de construção de mais quatro reservatórios no município.

De acordo ainda com a autarquia, em 2018, “foi efetuada a contratação de empresa especializada para realizar reparos em vazamentos existentes no Reservatório Elevado da Vila Xavier, bem como realizar a pintura impermeabilizante pela face externa do mesmo”.

A respeito especificamente do antigo reservatório na Vila Xavier, hoje desativado, o Daae informou que os restos de construção decorrentes da demolição foram retirados em 2019. Após o requerimento do vereador, a área foi aterrada no final de fevereiro, “evitando assim futuras reclamações que eram decorrentes do acúmulo de água na laje de fundo do reservatório demolido”, diz o ofício da autarquia.

Angeli acredita que a cobrança gerou bons resultados. “Ficamos satisfeitos que nossa cobrança, somada à da população, surtiu efeito sobre o problema e ele foi resolvido. Esperamos agora que o Daae também se atente aos outros reservatórios que apresentam riscos”, cobra e finaliza o parlamentar.

(Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.