Edinho apresenta as ações de Araraquara na pandemia em seminário nacional

0
89
Foto: Reprodução YouTube

Prefeito participou do 2º Seminário Virtual “Pandemia: Desvendando conflitos, despertando solidariedade”, do Conselho Nacional de Direitos Humanos

O prefeito Edinho participou na segunda-feira (18) do 2° Seminário Virtual “Pandemia: Desvendando conflitos, despertando solidariedade”, realizado pelo Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH).
Edinho foi convidado para falar sobre a experiência de Araraquara no enfrentamento da Covid-19 e participou da Mesa 1, que teve o tema “Enfrentando a pandemia: ações do poder público e da sociedade”.
No seminário, o prefeito relembrou as principais medidas de enfrentamento da pandemia, como a estruturação da rede básica de Saúde, a construção do Hospital da Solidariedade (hospital de campanha), a implantação do polo de triagem na UPA da Vila Xavier, a testagem ampliada de sintomáticos e assintomáticos, os boletins diários e as ações de comunicação e transparência, entre outras iniciativas.
“Também adotamos o lockdown por duas vezes [fevereiro e junho deste ano], nos momentos mais críticos, e derrubamos a contaminação. E agradeço muito à população de Araraquara por ter confiado nas nossas medidas e colaborado para a superação da pandemia”, afirmou Edinho.
Além da Saúde, o prefeito também destacou a criação da Rede de Solidariedade para ajudar as famílias que mais precisavam de alimentos, já que a vulnerabilidade social se agravou. “Nosso objetivo sempre foi salvar vidas e garantir o sustento das famílias mais necessitadas”, declarou.
Para Edinho, a Educação deve ser a prioridade a partir da superação da pandemia. “Agora, com quase 70% da população de Araraquara com processo de vacinação completo e a ocupação de leitos abaixo dos 10%, nossa cidade vivencia a retomada gradual das atividades. Nosso maior desafio hoje é a Educação, já que a alfabetização e o ensino foram prejudicados sem as aulas presenciais.”
A mesa de debates do seminário foi mediada por Rogério Giannini, conselheiro do Conselho Nacional dos Direitos Humanos. Também participaram Antônia Cleide Alves, da União de Núcleos e Associações dos Moradores de Heliópolis e Região, e Aline Sousa, da Federação das Associações de Bairros de Salvador. (Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

Deixe uma resposta