“Capoeira Itinerante” leva inclusão a bairros de Araraquara

0
313
Residencial dos Oitis recebeu primeira parada da ação que visa levar às crianças e adolescentes lições sobre disciplina, respeito mútuo, trabalho em equipe e autoconfiança

Em uma iniciativa que mescla tradição cultural e inclusão social, o projeto “Capoeira Itinerante: Gingando pela Cidade” teve início no último sábado (23) na quadra do Residencial dos Oitis, onde crianças e adolescentes participaram da ação que é realizada por meio de uma parceria entre a Associação de Capoeira Sol da Liberdade e a Secretaria Municipal de Cultura.

A ideia é levar a bairros da cidade atividades de capoeira, apresentações de maculelê, coco de roda e dança afro e realizar mini-oficinas com o público presente, além de divulgar os projetos sociais da Prefeitura. A iniciativa não apenas promove a prática dessas modalidades, mas também busca fortalecer os laços comunitários, oferecer oportunidades de desenvolvimento pessoal e criar espaços de expressão cultural.

Quem está à frente do projeto é o técnico de capoeira das equipes de competição da Fundesport, José Gomes Sobrinho, o Mestre Zezinho, que também fala em nome da Associação de Capoeira Sol da Liberdade e aponta que o público-alvo é composto por jovens mais expostos aos riscos sociais. “O objetivo é ocupar os espaços, principalmente públicos, que muitas vezes são até ocupados por usuários de drogas e outros segmentos. Quando chegamos com esse projeto, inibe as pessoas que estão fazendo mau uso do espaço e atrai crianças, jovens e adolescentes para assistir. E durante as atividades, damos uma parada, fazemos uma interação, uma mini-aula de iniciação e aproveitamos para divulgar os projetos da Prefeitura que estão ocorrendo naquela região. Por exemplo, se estamos em um bairro onde tem Oficinas Culturais acontecendo, vamos anunciar, além de divulgar a própria capoeira”, apontou.

Segundo ele, a ação também vai trazer uma maior visibilidade à modalidade. “O projeto é de grande importância não só para a comunidade, mas também para os grupos de capoeira, que vêm se mantendo quase que sozinhos. Essa parceria proporciona uma valorização para os capoeiristas e entidades de capoeira da cidade. E é um projeto que não vai ficar restrito só à periferia e atingirá também a região central da cidade, além de locais solicitados pela própria Secretaria de Cultura”, acrescentou o Mestre Zezinho.

A próxima parada do projeto está marcada para este sábado (30) e deve ocorrer na praça do Yolanda Ópice.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.