ASMA NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

0
334
Foto: freepik

No dia 21 de junho iniciou o inverno no Brasil e essa foi a data escolhida pelo Ministério da Saúde como o Dia Nacional de Controle da Asma.

A asma é uma das doenças crônicas mais comuns em pediatria. Estima-se que, no Brasil, cerca de 20% das crianças em fase escolar, residentes em grandes centros urbanos, tenham sintomas da doença. Essa prevalência muda conforme a região do país e idade pesquisada.

“Na asma, existe um processo inflamatório das vias aéreas que resulta da interação entre fatores genéticos com a exposição ambiental. É muito frequente nas crianças as crises serem desencadeadas por quadros infecciosos respiratórios corriqueiros, como um simples resfriado comum”, esclarece Marina Buarque de Almeida, vice-presidente do Departamento de Pneumologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP). Ela reforça que o pediatra deve estar sempre preocupado em manter a doença sob controle, para que o crescimento e desenvolvimento da criança e do sistema respiratório ocorram em harmonia.

De acordo com a especialista, atualmente existem muitos recursos terapêuticos para que a criança e o adolescente tenham uma boa qualidade de vida, sejam capazes de realizar suas atividades escolares e esportivas de forma até mesmo competitiva. “O monitoramento da doença será com consultas regulares e nos escolares e adolescentes também serão realizados, de forma programada, exames para avaliar a função pulmonar. Em alguns casos específicos, o pediatra pode solicitar avaliação de outros especialistas, como no caso de asma grave ou quando ele suspeitar de outras doenças acompanhando ou agravando o quadro”, completa.

A pneumologista pediátrica diz que a mensagem importante para as famílias de crianças e adolescentes com asma é saber que existe controle da doença. “Os pacientes com asma bem controlada poderão ter uma vida na qual a doença trará pouco ou nenhum impacto na sua vida escolar, suas práticas esportivas – é muito importante um estilo de vida saudável para o asmático, o que inclui atividades regulares de esportes – e lazer”, finaliza Marina. (Vérité Comunicação – Assessoria de Imprensa SPSP)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.