Um ano

0
1284

Da família de Polezze

A saudade é enorme. As lembranças só crescem. E sabemos que devemos conviver com essa perda. Infelizmente.

Fica a maravilhosa sensação do privilégio de termos tido o amado Geraldo Polezze até seus 75 anos. Verdade que fica o gosto de “quero mais”, porque Polezze era alicerce tão forte de todos nós.

Inteligente, crítico, sagaz, bem humorado, ranzinza, teimoso, trabalhador, idealista, sentimental, paizão, preocupado, esquecia que falava alto, engraçado sem fazer força, sensível demais, emotivo… tantas são as descrições possíveis de Polezze. Tantas mesmo.

Ele está conosco, firme e forte nas lindas lembranças e lições que levamos a nossa vida.

Ele deveria ter vivido por mais de um século. Não por apenas 75 anos. Mas é assim: foram muitas as vidas preciosas interrompidas pela COVID-19. Polezze entrou nessa triste estatística.

Então, nossa eterna gratidão ao pai, avô e companheiro maravilhoso que tivemos. Também, nossa solidariedade a todos que sofreram e ainda sofrem na pandemia.

A foto traz Polezze segurando seu filho mais velho, Marco Augusto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.