Tribuna Livre

João Luiz Ultramari

Câmara Municipal: depois que o atual prefeito Edson da Silva deixou a vereança pararam as cobranças e as denúncias contra o Executivo, tanto pela Câmara como por grande parte da imprensa. E sobre mato+mato, buracos, bairros intransitáveis em razão das chuvas e da falta de asfalto, trânsito, assistência social, segurança? Houve mês em que, diariamente, o ex-prefeito De Santi recebia notificação judicial para se justificar. E agora, está tudo bem?

Guarda Municipal: não há dúvida que a sua implantação (iniciativa do ex-vereador José Roberto Cardoso), é um ponto positivo para a atual administração. Ela está cumprindo o seu papel, apesar da bronca dos infratores.

Exagero: Prefeito Edinho, não precisava exagerar colocando radares na Via Expressa, na virada do ano. Se a intenção era aumentar a segurança, não deu certo. No caso deveria ser montado um plano com a Polícia Militar e Guarda Municipal para tirar os motoristas “altinhos” de circulação, pois, não adiantou multar já que o risco de acidente continuou. Os motoristas, com dosagem etílica fora do estabelecido, continuaram dirigindo. Além do mais, era um dia de comemoração para muitos motoristas ordeiros.

Companhia Troleibus Araraquara: empresa ligada à administração municipal, pois, afinal quem escolhe a diretoria é o Prefeito. Mas, justiça seja feita: temos acompanhado o clima de paz entre empregador e empregados e Sindicatos. Os funcionários estão contentes com a atual administração e com o tratamento recebido. Diretoria comandada pelo advogado Rubens Miranda que abriu mão de seu escritório de advocacia (onde ganharia muito mais) para se dedicar ao transporte coletivo. Estão de parabéns, também, os diretores Luiz Antonio Azevedo, Luiz Antonio Veludo e o ex-funcionário Antonio Aparecido de Oliveira.

Trabalho de equipe: diretoria e funcionários batalham com o bandeira do progresso, merecendo destaque a compra de 25 novos ônibus, inclusive um micro-ônibus para deficientes físicos. Chegou ao nosso conhecimento que o funcionário da CTA trabalha mesmo… acabou o “cabide de emprego” com dinheiro público que, infelizmente, ainda existe por aí.

Promessa do Prefeito Edinho: já se passaram três anos e a promessa de regularizar a situação jurídica da CTA não foi cumprida. Afinal, quanto vale uma ação da CTA? Quantas estão no mercado? Será que até 31/12/2004 a promessa será cumprida?

Lamentável: o episódio da atleta de Goiânia que ganhou apoio de empresas de Araraquara e levou o nome da cidade para o Brasil e até à Presidência da República. Esperamos que seja revertida essa situação incômoda para a Marizete e que sirva de exemplo: por que não investirmos em atletas araraquarenses? Quando da São Silvestre de 2.002, não fosse o emblema de empresas na camiseta muitos não saberiam que ela representava Araraquara porque o narrador e repórteres mencionavam que a atleta era representante do Goiás.

Daae: pois é, graças aos ex-prefeitos de Araraquara e ao Dr. Aldo Benedito Pierre, hoje, a atual administração pode afirmar que a cidade é privilegiada em água e esgoto. Agora, o que tem de buracos e tabuletas do Daae… impressionante! A diretoria do Daae está esperando acontecer um acidente defronte à Represa (falta de passeio público)? A falta de calçada joga pedestres na movimentada Vicinal Araraquara/Bueno. O tráfego de veículos é tanto que a coordenadoria de trânsito instalou dois radares fixos, mas, não enxerga o perigo em questão. Nas imediações houve acidentes graves.

Falando-se da Vicinal Bueno: quem está bravo mesmo é o Joel Aranha. A coordenadoria de trânsito não atendeu as reivindicações dos moradores do trecho Araraquara/Bueno. O Joel chegou a chamar alguém de mentiroso. Os dois radares fixos (instalados na Vicinal), multam os motoristas que desviam do pedágio, mas, os que tomam umas e outras nos finais de semana continuam circulando porque sabem onde estão os radares e ficam impunes. Joel, essa semana não deu para fotografar os buracos e mato + mato, mas, voltaremos ao assunto.

Joel Aranha: quem conhece essa figura humana e que faz muito para o próximo – recebendo a todos em sua casa com os tradicionais jantares, independentemente de partido político, crença e tantas coisas mais – só pode bater palmas. É isso aí Joel, você nunca vai mudar. Parabéns pelas filhas, seus maiores tesouros.

Infrator e irresponsável: lamentável que pessoas esclarecidas estacionem seus veículos, por mais de uma hora, na garagem de escritório comercial, onde entram e saem veículos de profissionais que têm agenda e horários para compromissos e audiências. “Desculpa”… disse o infrator, como se isso fosse o salvo-conduto e pudesse passar a borracha em tudo. Lamentável!

Rádio Brasil: Marcelo Barbieri foi recebido pelos diretores Ivan Roberto e Lineu de Assis, no último sábado. Durante uma hora, prestou conta dos serviços prestados como deputado e assessor da Casa Civil do Governo Federal. Não há dúvida do seu empenho e que está trazendo frutos para Araraquara e região. O Prefeito Edinho Silva e Deputado Dimas Ramalho estão dando continuidade ao trabalho do Marcelo, claro, além das novas reivindicações. Outros frutos de seu trabalho são as grandes empresas que estão chegando à cidade e que trarão desenvolvimento para a região.

Jornal de Araraquara: Marcelo Barbieri visitou o JA e, em primeira mão, mostrou o seu plano de trabalho na Fundação Ulysses Guimarães e que estudos estão sendo promovidos para trazer um braço da instituição para o interior. Araraquara está bem posicionada e poderá ser uma forja para discussão de idéias e formatação de plano de trabalho para estimular o processo desenvolvimentista.

Araraquara/São Paulo: Barbieri está passando parte da semana em Araraquara e outra em São Paulo onde preside a fundação Ulysses Guimarães. Afirma não ser candidato, principalmente em respeito ao De Santi que, até agora, não fala sim e nem não. Hoje, Marcelo tem condições de sobra para ser candidato, caso De Santi não saia. É grande o volume de trabalho que Barbieri fez e está fazendo pela cidade, principalmente, pelo acesso que tem em Brasília (Governo Federal, Câmara ou Senado).

Mercado Municipal: a situação jurídica do Condomínio ganha a atenção da vereadora Juliana Damus visando a indispensável regularização. Com aproximadamente 188 bancas (20 estavam irregulares em relação às escrituras) existem, ainda, 10 para serem regularizadas devido a subordinação a inventários, débitos e outros problemas. Segundo consta, a Prefeitura não detém mais bancas no mercado, mas, tem a obrigação de regularizar a escritura dos imóveis, inclusive, os que ainda estão em seu nome. Com a palavra o Prefeito Edinho, sabendo-se que o problema é antigo.

Igreja Senhor Bom Jesus dos Milagres: foi muito bonita a missa de final de ano na paróquia repleta de fiéis com a tradicional roupa branca para a passagem do ano. Momento de fraternidade quando todos se cumprimentaram para desejar um Feliz 2.004.

Homenagem: saudoso Valter Parelli, grande e dedicado empresário do bairro do Carmo, precisamente da Av. Sete de Setembro no Auto Eletro Parelli que muito fez pela cidade e para o próximo através de campanhas beneficentes de seu clube de serviço.

EFEMÉRIDES

Janeiro

10 São Gregório

11 São Higino e Controle da Poluição Agrotóxicos

12 Empresário de Contabilidade e aniversário da cidade de Belém

13 São Hilário e Criação do Museu Nacional de Belas Artes (1937)

14 Enfermo

15 Imprensa Filatélica, Museu Postal, Mundial do Compositor, Adultos e Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

16 São Marcelo

Dia do Empresário de Contabilidade: dentre tantos que foram e são em Araraquara, destacamos a maior parte dos que passaram e continuam no Escritório São Paulo de Contabilidade (saudosos Achiles Adérico Bazone e Salvador Martins Bonilha) Lourival Letício, Vladmir Manoel Albino, Marcos Aurélio Schiavon, José Marcos Duó, Marcos Henrique Duó, João Luiz e Maria Theresinha Ultramari). Também por lá passaram Benedito Salvador Carlos (Escritório Benê de Contabilidade), Geraldo Tampelini (Escritório Gemarge), Paulo Luiz Pecin (Escritório Modelo), Sergio Odair Perguer e Paulo Roberto de Andrade (Escritório Apoio).

Outros empresários de Contabilidade: Roberto Aiello Fonari (Escritório Araraquara), Orlando Bonifácio e Laerte de Freitas Velosa (Escritório Visão), Alberto Cione e Antonio Martins (Escritório Alvorada), José Vicente Gaspar e Fernandes Guzzi Neto (Escritório Gaspar), Ana Lúcia Roque Castro e José Roberto de Castro, Paulo Pachiega (Escritório Real), Oscar Sbaglia (Escritório Audiplam), Marcio Brambila (Escritório BR), José Brás de Lima (Escritório Brás), Maria Elisia Ferreira Lima (Escritório Contex), Donizete Fuzari (Escritório Fuzari), Denílson Altemari (Escritório Harmonia), José Carlos de Oliveira (Escritório Leo-Roni), João Paulo Marconato e Irineu Valila (Escritório Marconato e Valila), Paulo Alberto de Emilio (Escritório Mariotini), Valter Machado (Escritório Machado) e Maria Izilda (Escritório Padrão). Pedimos desculpas por eventual omissão.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Agenda Cultural

Boletim Diário número 75 – de 14 de junho de 2024

Edinho assina Ordem de Serviço para reforma e ampliação da USF do Adalberto Roxo

Edição 1605 – de 14 a 18 de junho de 2024

(Editorial) Queimadas urbanas! Reclamações todos os dias

CATEGORIAS