Sesi traz duas peças no final de semana

O Teatro Popular do Sesi de Araraquara apresenta trechos de “À Margem da Vida” e de “Um Bonde Chamado Desejo”, do dramaturgo norte-americano Tennessee Williams, neste sábado (24), às 20 horas.

Os espetáculos, com entrada gratuita, fazem parte do convênio Sesi e Unicamp de incentivo às Artes Cênicas, que pretende levar ao público montagens de qualidade restritas ao circuito da universidade.

Dirigida por Matteo Bonfitto, a montagem junta fragmentos dos dois espetáculos mais encenados de Williams.

De Um Bonde Chamado Desejo a cena eleita para encenação é o momento da discussão entre os cunhados Blanche e Stanley. Ela, produto de uma aristocracia falida, precisando de abrigo. Ele, rude, autoritário e preconceituoso, casado com a afetuosa Stella, irmã de Blanche. A briga é o ponto alto da peça, uma metáfora de um mundo que, para Williams é uma arena onde o “vale tudo” é a filosofia.

À Margem da Vida é um estudo de 1944 que aborda o processo de falência de uma família rica do sul dos Estados Unidos e retrata as amarguras pelas quais ela passa. Do texto, o fragmento extraído foi o diálogo entre Laura, uma deficiente física tímida que passa a maior parte do tempo no quarto, e Jim, amigo extrovertido e alegre de seu irmão. A conversa transita entre o amargo e o doce. Aos poucos, Laura se descontrai e passa a recordar os tempos do colégio, quando vivia à sombra de Jim, num amor contido. Tais recordações os colocam num caminho de descobertas sobre si mesmos e, principalmente, sobre o outro.

Poder

No domingo (25), às 20 horas, o Teatro Popular do Sesi traz ao palco o espetáculo “A Lição”, de Eugene Ionesco, também dirigido por Matteo Bonfitto.

A montagem busca através do absurdo esmiuçar parte da verdade das afinidades humanas e a busca infinita pelo conhecedor e pelo conhecimento. Entretanto, este absurdo não quer somente o enaltecimento do riso fácil, deseja um pouco além quando revela aspectos da condição humana, principalmente das relações de poder e do domínio e valor da informação.

A história gira em torno de um professor especializado em diversos assuntos, que atende alunos interessados em concursos acadêmicos. Com a chegada de uma nova aluna, a qual ele não consegue fazer entender a simples lógica de uma subtração, há uma inversão nas relações de poder e, através de diálogos absurdos, o problema universal da falha da comunicação e a busca incessante pela informação são expostos de forma extremamente cômica, mas também dramática, e, quando não, trágica.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Falecimento – Maria Clara Polezze Fernandes

Feira das Nações acontece neste domingo (23) na Praça do Daae

Ordem de Serviço para reforma da UBS do Santana será assinada neste sábado (22)

Agenda para curtir a cidade no final de semana (21 a 23 de junho)

Tem show nesta sexta no Sesc Araraquara

CATEGORIAS