Presidente do Fundo Social de Solidariedade faz balanço da atuação do órgão na pandemia

0
283
Cidinha Silva ao lado do apresentador Ander

Em entrevista ao “Canal Direto com a Prefeitura – Especial Fim de Ano”, Cidinha Silva também falou sobre as metas para 2022

Na sexta-feira (17), a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Silva, foi a convidada do “Canal Direto com a Prefeitura – Especial Fim de Ano”, programa oferecido pela Prefeitura de Araraquara, através da Secretaria de Comunicação, com o objetivo de sanar dúvidas dos moradores ao vivo em relação à gestão municipal. A entrevista foi transmitida ao vivo pelo Facebook da Prefeitura, onde o vídeo se encontra disponível para visualização.
Cidinha lembrou que a pandemia da Covid-19 exigiu um trabalho intenso do Fundo Social de Solidariedade. “Foi um período muito difícil e atípico para o mundo todo. Para nós, que trabalhamos no front da assistência, foi muito complicado. De repente você vê a pandemia, o empobrecimento no mundo acontecendo, o desemprego acontecendo, e você sem poder oferecer mais cursos, tendo que fechar tudo e mudar seu padrão de atendimento, que até então era baseado em capacitação, auxílio às entidades. De repente tivemos que mudar o foco para compor a Rede de Solidariedade e o objetivo era: ninguém pode passar fome na cidade. Foi uma mudança radical e uma luta árdua”, avaliou.
A Rede de Solidariedade é uma grande corrente de apoio aos grupos de risco e às pessoas em situação de vulnerabilidade, organizada pela Prefeitura no momento de enfrentamento à pandemia, com apoio da iniciativa privada e sociedade civil. O programa atende diariamente, das 08h30 às 16h30, e o contato pode ser feito pelo telefone 0800 7731145.
Cidinha elogiou o comportamento da cidade e das empresas que colaboraram com o programa. “Tivemos a feliz ideia de criar a Rede de Solidariedade, composta pelo Fundo Social, Assistência Social e participação popular. Compomos essa grande rede que tem o objetivo de lutar para que ninguém passasse necessidade. E Araraquara sempre responde, o apoio vem de imediato. As empresas de Araraquara nos ouvem imediatamente e essa composição é o que nos tem ajudado muito para chegar onde precisa”, apontou.
Para ela, essa união foi o principal fator que colaborou para o bom andamento da Rede de Solidariedade. “Nós formamos essa rede a toque de caixa, implantamos o número 0800 para quem queria receber e dar a sua doação, entramos com a Guarda Civil Municipal entregando alimento nas portas e Araraquara se solidarizou conosco. As demandas chegavam, mas também chegavam as doações, muitas vezes de onde menos imaginávamos. As pessoas entregavam alimentos e enquanto isso nós buscávamos e atendíamos todas as pessoas. Tenho certeza de que tivemos um resultado muito positivo”, salientou.
Cidinha comenta que Araraquara olha para o Fundo Social com um olhar sério e por isso a resposta vem com ações. “De vez em quando alguém nos procura para fazer eventos com rendas voltadas para o Fundo Social. A Ferroviária foi uma parceira nessa época de pandemia, ao destinar renda de patrocínio para nós, além de itens de higiene e limpeza. Essas ações são fundamentais. Temos as nossas campanhas, onde pedimos para que as pessoas entrem conosco para ajudar o próximo e isso também tem sido muito positivo”, acrescentou.

PRÓXIMAS AÇÕES
Duas ações estão marcadas para os próximos dias com o propósito de colaborar com o Fundo Social de Solidariedade e ao mesmo tempo levar diversão para as pessoas. Neste final de semana, dias 18 e 19, o Kartódromo Alberto Nenê Cattani, no Parque Pinheirinho, receberá o 1º Grande Prêmio Unimed, com disputas em diversas categorias. O acesso ao evento é gratuito e as doações serão revertidas ao Fundo.
Outra ação com o mesmo intuito será o evento “Máquinas no Natal – 2º Desfile Iluminado”, que trará uma carreata de máquinas especialmente iluminadas para o Natal da cidade. O desfile será realizado neste domingo, 19 de dezembro, a partir das 19 horas, pelas ruas da cidade e com chegada no CEAR (Centro de Eventos de Araraquara e Região). “Está sendo pedido também um quilo de alimento não perecível, que será doado para nós e vamos repassar isso rapidamente para as famílias”, assegurou.

METAS PARA 2022
Cidinha Silva destacou que o principal objetivo para o ano que vem é retomar os trabalhos e voltar a oferecer os cursos de capacitação. “Estamos com muitos cursos elencados para serem retomados no começo do ano e voltar com a nossa banda marcial que atende 65 crianças com a musicalização. Como a maioria é estudante, tivemos que parar tudo, mas se Deus quiser, vamos retomar. Vamos retomar também a capacitação das entidades, que precisam de cursos de capacitação e pretendemos fazer um workshop com elas. Vamos retomar a tão saudosa Festa da Solidariedade, que ajuda tantas entidades, enfim, vamos tentar voltar ao nosso ritmo de novo, ajudando as pessoas, ajudando as entidades e capacitando as pessoas que precisam”, projetou.
Ela informou ainda que o Fundo Social de Solidariedade está aberto às pessoas que queiram fazer suas colaborações. “Meu celular está à disposição, basta ligar na Prefeitura e todo mundo pode passar. Também pode ligar no Fundo Social, ou ir até lá para tomar um café e conversar conosco. Estamos sempre abertos porque a pandemia está passando, mas a fome e o desemprego ainda não. As pessoas estão necessitando muito da nossa ajuda e toda ajuda é muito bem vinda nesse mutirão do bem”, concluiu.

A SÉRIE
No “Canal Direto com a Prefeitura – Especial Fim de Ano”, os secretários e presidentes de fundações e autarquia do governo falam, ao vivo, sobre as principais ações desenvolvidas por suas pastas durante a pandemia da Covid-19 em 2021, além de apresentar um panorama atual de suas atuações e comentar sobre as perspectivas para o próximo ano.
Os programas são diários, têm a duração aproximada de 20 minutos e são abertos para a participação dos internautas, que podem mandar suas perguntas e dúvidas pelo Facebook (www.facebook.com/prefeituraararaquara), nos posts da transmissão ao vivo. Quem não puder interagir em tempo real, terá a oportunidade de assistir ao programa posteriormente, na fanpage da Prefeitura.
A próxima entrevista, que concluirá a série, será com a secretária da Educação, Clélia Mara dos Santos, que participará do programa de segunda-feira, dia 20, novamente às 15h.

(Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.