Por que repensar a merenda escolar?

No rastro social quase não existe espaço para a discussão da terceirização da Merenda Escolar. Simplesmente porque, in casu, seria multiplicar o absurdo. No entanto, pelo inusitado esforço da respeitável administração municipal, resta alinhavar o negativo e positivo que envolvem este segmento que deveria estar acima, aliás, muito acima de uns poucos reais de discutível economia.

Pontos favoráveis:

– diminuição de custo operacional e de custo por refeição per capita.

– otimização do uso de espaço físico e equipamentos das escolas.

– economia de força de trabalho (salários e encargos sociais).

Pontos contrários:

– alto custo social:

1. disponibilização de força de trabalho, em geral feminina, de meia-idade, com qualificação específica e pouca possibilidade de realocação em atividades similares (tem que mandar embora ou “encostar”); de baixa escolaridade, com pequeno poder aquisitivo, de classes sociais desfavorecidas economicamente (no Brasil 30% das famílias são chefiadas por mulheres, com maior percentual, até 50% nas classes mais baixas).

2. sérias conseqüências pessoais para as trabalhadoras disponibilizadas no que tange à auto-estima e realização profissional, após longo período de trabalho.

3. estímulo à contratação de trabalhadores com baixo custo, reforçando a ideologia e prática neoliberal (lógica da exploração).

– alto custo institucional

1. possibilidade de diminuição da qualidade das refeições sem controle direto da instituição (a prefeitura fica na mão da concessionária).

2. desgaste da imagem institucional caso haja conseqüências indesejáveis para os usuários (nesse caso, Inês é morta, é desastre na certa).

3. descrédito da coletividade na proposta partidária de estímulo a programas sociais quando na época da campanha eleitoral (idem, a Inês morreu novamente).

Em respeito à inteligência do leitor, poderíamos colocar o ponto final, mas, faltaria uma palavra ao prefeito Edinho Silva.

O edital aberto e, em seguida revogado, tornado sem-efeito – em decorrência da repercussão extremamente negativa – denota uma fragilidade que merece ser analisada friamente, a fim de que a população tenha orgulho e sinta a indispensável segurança nas ações administrativas.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Agenda Cultural

Boletim Diário número 75 – de 14 de junho de 2024

Edinho assina Ordem de Serviço para reforma e ampliação da USF do Adalberto Roxo

Edição 1605 – de 14 a 18 de junho de 2024

(Editorial) Queimadas urbanas! Reclamações todos os dias

CATEGORIAS