Pipas causam mais de 500 interrupções de energia nas regiões de São Carlos e Araraquara em 2021

0
150

Levantamento da CPFL Paulista aponta que, além dos meses de férias, o brinquedo segue como uma das principais causas de interrupção de energia do sistema elétrico nos meses de abril, maio, junho, agosto e setembro

Um levantamento da CPFL Energia, em todas as cidades atendidas pela CPFL Paulista, identificou crescimento de 5.17% nas ocorrências de pipas na rede elétrica. Esse número passou de 5.066 em 2020 para 5.328, em 2021.

Apenas nas cidades das regiões de São Carlos e Araraquara, os casos chegaram a 511 no último ano, mostrando que o isolamento social não impediu a brincadeira de pipas e, consequentemente, transtornos à rede elétrica.

Outro fato importante é que os casos não se concentraram durante os meses de férias escolares, como em outros anos, e tiveram números expressivos também em abril, maio, junho, agosto e setembro.

Entre as 10 cidades com mais ocorrências na região, o município de Araraquara lidera o ranking com 148 casos, seguido de São Carlos com 102 e Matão com 58 ocorrências.

SEGURANÇA SEMPRE

Por meio da campanha Guardião da Vida, a CPFL Paulista prioriza a segurança com a população e traz dicas de conscientização constantemente para evitar acidentes com a rede elétrica. Entre os assuntos, estão os perigos de brincadeiras com pipas próximo às subestações e às redes elétricas. A CPFL reforça que as pessoas nunca busquem as pipas caídas em locais com equipamentos de energia, que podem causar acidentes e até morte.

Um brinquedo inofensivo que traz transtornos quando utilizado de forma inadequada, podendo provocar acidentes graves e até fatais e corte no fornecimento de energia. Muitas pipas ficam enroscadas nos fios e causam interrupções nos meses seguintes. Isso ocorre porque a linha e a estrutura da pipa, enrolada nos cabos elétricos, se tornam condutoras de energia quando chove.

Os desligamentos e os acidentes causados pelas pipas podem ser evitados com alguns cuidados simples, indicados pela campanha Guardião da Vida. É importante escolher um local longe da fiação elétrica, como campos abertos e parques, fugindo do entorno de rodovias ou das avenidas de intenso movimento, onde também podem acontecer atropelamentos.

Não tente resgatar uma pipa enroscada na rede elétrica, pois além de provocar desligamentos no fornecimento de energia pode causar acidentes, com vítimas fatais. O ideal é soltar pipas longe da rede elétrica. Se acontecer de o brinquedo ficar preso em um fio, a melhor atitude é dá-lo como perdido.

Além disso, vale destacar que no estado de São Paulo é crime de acordo com a lei estadual nº 12.192, de 2006, usar o cerol ou a chamada “linha chilena”. Por conduzirem eletricidade, em contato com a rede elétrica, aumentam o risco de choques. Por conta do seu poder cortante, essas linhas podem romper os cabos da rede e provocar curtos-circuitos, além de colocar em risco a vida de ciclistas e motociclistas.

Confira dez dicas básicas da CPFL Paulista para uma brincadeira mais segura:

  • Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia;

  • Dê preferência a espaços abertos como praças, parques e campos de futebol para usar o brinquedo;

  • Evite também soltar pipas em canteiros centrais de ruas, avenidas ou rodovias, locais onde existe fluxo de veículos;

  • Nunca use cerol ou a linha “chilena”, eles são proibidos por lei (Lei Estadual – Nº 12.192, de 2006);

  • Evite também as “rabiolas”, pois elas enroscam nos fios elétricos, desligando o sistema, podendo provocar choques elétricos, muitas vezes fatais;

  • Não utilizar papel alumínio na confecção da pipa, pois é perigoso, este material pode provocar curtos-circuitos;

  • Caso a pipa enrosque nos fios, não tente soltá-la. O melhor a fazer é desistir do brinquedo;

  • Nunca tente resgatar ou remover uma pipa com canos, bambus, ou laçar o brinquedo na rede elétrica com uso de linhas. Essas atitudes podem representar sério risco à vida;

  • Não solte pipas em dias de chuva, com incidência de descargas atmosféricas (raios). Ela funciona como pára-raios, conduzindo energia;

  • Não se deve subir nas lajes das casas para empinar a pipa. Nesse caso, além de se aproximar da rede elétrica, qualquer distração pode causar uma queda.

Confira essa e outras dicas em: https://guardiaodavida.com.br/.

Em caso de falta de energia, ou acidente com uma pipa e a rede elétrica, entre em contato com os canais de atendimento da CPFL Paulista:

Site: www.cpfl.com.br
App: CPFL Energia
WhatsApp: (19) 99908-8888
SMS: 27351
Call Center: 0800 010 1010

Sobre a CPFL Energia. A CPFL Energia, há 109 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e serviços. Desde 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Focada em uma forma mais sustentável de produzir energia, tem na CPFL Renováveis uma das maiores empresas de geração da América Latina a partir de fontes alternativas, com um portfólio baseado em fontes limpas como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Em geração é a terceira maior agente privada do País, com capacidade instalada de 4.303 MW.

Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 10 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.

(Assessoria de Imprensa CPFL Energia – jornalismocpfl@novapr.com.br)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.