Ondas de calor e baixa umidade elevam riscos de problemas respiratórios; saiba o que fazer

0
283

Com alta na procura por atendimento nos hospitais devido às temperaturas elevadas registradas nas últimas semanas, especialista do CEJAM dá dicas de cuidado

Em dias mais quentes, os cuidados com a saúde devem ser redobrados. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o aumento das temperaturas globais está associado a um crescimento alarmante de problemas respiratórios, que se tornam ainda mais impactantes com a baixa umidade do ar nesses períodos.

Dr. Fábio Basilio, intensivista do Centro de Estudos e Pesquisas “Dr. João Amorim” – CEJAM, destaca que as doenças sensíveis ao clima, como as respiratórias (asma) e as arboviroses (dengue e a malária), apresentam incidência exacerbada com o aumento da temperatura.

Essas doenças, segundo o médico, são preocupantes principalmente entre as populações idosas, crianças e pessoas com comorbidades e problemas crônicos     . Dessa forma, ele destaca a importância de medidas preventivas para mitigar o agravamento de doenças respiratórias preexistentes, sobretudo durante o verão.

“Ações de conscientização são importantes neste momento para esclarecer a população sobre os impactos da exposição prolongada ao calor e à poluição do ar, especialmente aqueles que já sofrem de condições respiratórias pre existentes”, frisa.

Dados levantados por um estudo desenvolvido pelo Instituto de Saúde Global de Barcelona (ISGlobal), divulgado recentemente, indicam ainda que há um importante aumento na mortalidade hospitalar por doenças respiratórias associadas às altas temperaturas.

O artigo, publicado no periódico científico The Lancet Regional Health – Europa, sugere que o crescimento de casos de doenças respiratórias agudas durante o calor, responsáveis pelo risco aumentado de óbito, está mais relacionado ao agravamento de doenças crônicas e infecciosas do que à propagação de novas infecções, que são mais comuns em períodos frios.

Para o especialista, algumas recomendações são fundamentais para garantir a manutenção da saúde respiratória nestes períodos de calor intenso e prolongado que atingem diversas regiões do Brasil.

– Hidratação adequada: ingerir água ou sucos naturais mesmo sem sentir sede, e evitar bebidas alcoólicas. Atentar à hidratação de idosos, crianças e recém nascidos.

  • Evitar exposição direta ao sol no período de pico, entre 10h e 16h, e utilizar protetor solar, assim como o uso de chapéus e óculos escuros.
  • Utilizar roupas leves e manter o ambiente arejado.

Além disso, Dr. Fabio Basilio reforça que qualquer sintoma ou desconforto persistente deve ser avaliado imediatamente por um médico.

“A atenção vale sobretudo às pessoas portadoras de asma, bronquite e outros quadros crônicos. Orientamos que, nesses casos, o paciente procure atendimento de emergência para realizar o acompanhamento adequado”, finaliza.

Sobre o CEJAM

O CEJAM – Centro de Estudos e Pesquisas “Dr. João Amorim” é uma entidade filantrópica e sem fins lucrativos. Fundada em 1991, a Instituição atua em parceria com prefeituras locais, nas regiões onde atua, ou com o Governo do Estado, no gerenciamento de serviços e programas de saúde nos municípios de São Paulo, Rio de Janeiro, Mogi das Cruzes, Itu, Osasco, Campinas, Carapicuíba, Franco da Rocha,

Guarulhos, Santos, São Roque, Francisco Morato, Ferraz de Vasconcelos, Pariquera-Açu e Itapevi. Com a missão de ser instrumento transformador da vida das pessoas por meio de ações de promoção, prevenção e assistência à saúde, o CEJAM é considerado uma Instituição de excelência no apoio ao Sistema Único de Saúde (SUS). O seu nome é uma homenagem ao Dr. João Amorim, médico obstetra e um dos fundadores da Instituição.

No ano de 2024, a organização lança a campanha “365 Novos Dias de Cuidado, Amor e Esperança: Transformando Vidas e Construindo um Futuro Sustentável”, reforçando seu compromisso com o bem-estar social, a preservação do meio ambiente e os princípios de ESG (Ambiental, Social e Governança). Siga o CEJAM nas redes sociais (@cejamoficial) e acompanhe os conteúdos divulgados no site da instituição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.