Mulheres assentadas na região de Araraquara

Murilo e Helton (*)

As produtoras rurais de assentamentos e acampamentos da região de Araraquara vão realizar, neste fim de semana, o 5º Encontro Regional de Mulheres Assentadas e Acampadas, em Jaboticabal. A finalidade é discutir questões ligadas ao avanço da reforma agrária e ao papel das mulheres na busca por esse objetivo.

Também serão definidas metas para o encontro estadual de mulheres assentadas, acampadas e quilombolas, que ocorre em agosto. Além disso, haverá uma feira de alimentos e de artesanato produzido nos assentamentos da região.

A solenidade de abertura ocorre às 8 horas deste sábado (27). Em seguida, será realizada uma mesa-redonda sobre propriedade rural, subsistência, habitação e créditos. Para participar desse debate, foram convidados o superintendente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) paulista, Geraldo Leite, e o diretor-executivo da Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp), Jonas Villas Bôas.

Na tarde deste sábado, a primeira discussão será sobre a Alca (Aliança de Livre Comércio das Américas), com a participação do professor dr. José Gilberto de Souza, do Departamento de Economia Rural da Unesp de Jaboticabal, e do presidente da Feraesp (Federação dos Empregados Rurais Assalariados do Estado de São Paulo), Élio Neves (Araraquara).

Na seqüência, as mesas-redondas serão sobre a mulher e sua auto-estima e sobre quais benefícios trará a Omaquesp (Organização de Mulheres Assentadas, Acampadas e Quilombolas do Estado de São Paulo).

Para o debate sobre a auto-estima da mulher foi convidada a diretora regional da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), Claudia Troiano. À noite, haverá programação cultural.

No domingo (28), às 8 horas, o meio ambiente e a auto-sustentabilidade serão analisados, com a presença do promotor público do meio ambiente da região de Ribeirão Preto, Marcelo Goulart; do coordenador do Centro Ambiental de Jaboticabal, Antônio Sérgio da Silva, e de representante da Fundação Pau-brasil.

Para finalizar o ciclo de debates, às 9h30 o Grupo de Gestão Social do Itesp discute com as mulheres os direitos sociais delas e o benefício para segurado especial. Nessa mesa-redonda, além da previdência social, temas ligados à educação e à saúde das mulheres também serão analisados.

O 5º Encontro Regional de Mulheres Assentadas e Acampadas é realizado com o apoio do Itesp.

Serviço: 5º Encontro Regional de Mulheres Assentadas e Acampadas será realizado de 27 a 28 de julho, a partir das 8 horas, no recinto de exposições Cora Coralina (Varejão), na Praça do Café, s/n, Jaboticabal.

(*) São do grupo de comunicação do Itesp.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Termina nesta quarta (19) as inscrições para o “Seminário de Enfrentamento ao Racismo Religioso e LGBTfobia nos Espaços de Matriz Africana” 

Comad realiza II Semana Municipal de Políticas sobre Drogas nos dias 24, 26 e 27 de junho

Araraquarense se voluntaria em Canoas, RS

Dia do Orgulho Autista: Grupo promove pesquisas e informação sobre Autismo

Câmara aprova regras para funcionamento de painéis luminosos de propaganda

CATEGORIAS