GEPOL

0
12
Cemitério São Bento

Luigi Polezze

POLÊMICA

O vereador Flávio Marchese fez denúncia em suas redes sociais: “Reformaram o túmulo da família, gastaram 4 mil reais, e ficaram sabendo que o túmulo foi vendido sem ao menos comunicarem os antigos donos”. Mas quem vendeu? Quem comprou? A Prefeitura tinha como controlar isso?
O vereador precisa esclarecer o que se deu.

CORPO DE BOMBEIROS

O local onde está a sede do Corpo de Bombeiros foi vendido a UNIMED, que já era para estar na posse do imóvel. A obra da nova sede teve início em abril de 2021 e era para ser entregue em dezembro passado. Já foi prorrogado o prazo por duas vezes.
A pergunta é: “o executivo está pagando aluguel para continuar sendo sede do Corpo de Bombeiros? Qual o valor desse aluguel?”
Questionamos o Executivo, mas não recebemos resposta até o fechamento da edição.

PROIBIÇÃO

Chegou até nossa redação reclamação de proibição do uso de celular na Santa Casa.
Questionamos a assessoria do hospital que gentilmente nos enviou a resposta:

“Nota – Proibição do uso de Celular
A Santa Casa de Araraquara informa que a restrição do uso do celular em alguns setores se dá devido à necessidade de salvaguardar a saúde e segurança de seus pacientes. Como é o caso da mensagem de proibição evidenciada no setor Centro de Diagnóstico e Imagem (CDI), onde há equipamentos radioativos que podem sofrer interferências relacionadas ao uso do dispositivo, colocando em risco a segurança dos pacientes que estão em atendimento. A mesma medida cabe aos setores da Oncologia, UTI, Urgência e Emergência e Centro Cirúrgico tento em vista que nesses setores também são utilizados equipamentos radioativos e equipamentos médicos como bombas de infusão, eletrocardiógrafo, ventilador mecânico, entre outros, que também podem sofrer interferência na frequência e em seu resultado final. Levando em consideração diversos estudos, há evidência que essa iniciativa também colabora para prevenção da incidência de infecção hospitalar, visto que os aparelhos celulares estão entre os objetos de uso pessoal com elevado nível de contaminação. Sua utilização dentro do serviço de saúde pode colaborar para a veiculação de agentes infecciosos propiciando a transmissão de diversos micro-organismos que podem acometer diretamente os pacientes.
Ainda, a restrição do uso de aparelhos celulares em determinados ambientes se dá para a proteção de imagem e dados dos pacientes. De acordo com a Constituição Federal de 1988, artigo 5° “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”.
Vale ressaltar que caso necessário o uso de aparelho celular dentro do ambiente hospitalar, deve ser respeitado os locais adequados para sua utilização como ambientes que distinguem dos supracitados.
A Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Araraquara segue todas as medidas de segurança e normativas impostas pela legislação vigente, priorizando a segurança e o bem estar de seus pacientes.”

NOTA CÂMARA MUNICIPAL

A tentativa de retirar símbolos religiosos de espaços públicos é constantemente realizada em nome do Estado laico. Ocorre que essa é uma ideia equivocada sobre o significado de laicidade e Estado laico. A laicidade brasileira é benevolente e colaborativa, vez que reconhece a religiosidade do povo, uma nação que foi construída por valores judaico-cristãos. O próprio preâmbulo da Constituição manifesta que esta foi promulgada sob a proteção de Deus, com D maiúsculo, deixando claro que se trata sim do Deus da Bíblia.

Os crucifixos em casas legislativas ou tribunais são uma extensão desse reconhecimento por parte do Estado brasileiro da religião que fundou o país. Não se trata de ato de tolerância a` liberdade religiosa dos cristãos, mas sim de uma postura a ser assumida pelo Estado em face da nossa história e da importância da religiosidade para os brasileiros.

É totalmente infundada a tese de que permitir a leitura da bíblia e as frases “Sob a proteção de Deus, iniciamos nossos trabalhos” e ao findar a sessão “Sob a proteção de Deus, terminamos os nossos trabalhos” afronta a separação entre Religião e Estado. Fosse assim, toda e qualquer simbologia religiosa deveria ser banida da vida pública, a começar pelos feriados religiosos. E o que dizer do estado onde está ocorrendo a celeuma: São Paulo?

A Bíblia, por sua vez, é o livro que nos conta essa história, e tentar proibir sua leitura na casa onde se faz as leis é sonegar dos sujeitos da legislatura essa simbologia que colabora para o bem comum.

Por fim, salientamos que todos contrários as práticas citadas são livres para não fazerem a leitura da bíblia e ainda podem buscar por meios legais a mudança no regimento interno da Câmara de Vereadores.

Desse modo, os vereadores que buscam a liberdade de expressão e a toda a comunidade que em nenhum momento diz sentir-se violada por tais atos subscrevem essa nota e lamentam tais atos que buscam mudanças através de obrigações judiciais e ignoram completamente a democracia e o direito de poderem mudar o regimento interno através de construções políticas.

O Estado brasileiro, justamente por ser laico, deve proteger a religiosidade de seu povo, não impondo a exclusão dos símbolos religiosos históricos da praça pública.

Aluísio Boi, Edson Hel, Emanoel Sponton, Marchese da Rádio, Gerson da Farmácia, Hugo Adorno, João Clemente, Lineu Carlos de Assis, Lucas Grecco, Carlão do Joia, Marcos Garrido, Paulo Landim, Rafael de Angeli.

RECLAMAÇÃO

“Passando pelo Jardim Público, observei com tristeza todas as plantas secas por falta de água. Custava o DAAE – como fazia no passado – mandar caminhão pipa com água de reuso e regar as praças da cidade? “, pergunta Cristina.
Vamos questionar o DAAE e voltaremos com a resposta.

JARDIM IMPERADOR

Já publicamos reclamação de morador que reside no entorno da praça mostrando o estado das portas do banheiro local.
Nada foi arrumado, como também, agora, tentaram arrancar a outra porta como mostra a foto.

Quem nos acompanhou até aqui tenha um excelente final de semana e até a próxima, se Deus assim o permitir.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.