Flávio Ferraz morre aos 66 anos

O advogado Flávio Ferraz de Carvalho, 66 anos, faleceu na manhã de sexta-feira (11), após ser submetido a cirurgia de revascularizacao do miocárdio em caráter de urgência na quinta-feira (10).

Flávio, que foi vereador e presidente da Câmara Municipal de Araraquara por várias vezes, não estava em vereança, uma vez que não havia sido reeleito nas eleições de 2000.

Araraquara, 11 de outubro de 2002

Boletim médico

O paciente Flávio Ferraz de Carvalho, após passar por consulta médica na tarde da segunda-feira (07/10), foi encaminhado para internação e investigação no Hospital São Paulo.

Na ter,ca-feira, pela manhã, foi submetido a cateterismo cardíaco. O resultado apontou uma oclusão de duas pontes safenas prévias(cirurgia realizada há 15 anos), uma lesão severa de tronco de coronária esquerda, além de disfunção miocárdica moderada importante.

A conduta programada foi de interven,cão cirúrgica (cirurgia de revascularização do miocárdio para quinta-feira, pois o paciente necessitava de um período para a recuperação dos fatores de coagulação, inibidos pela terapia anti-infarto.

Na quarta-feira à noite, o paciente apresentou quadro de instabilização, sendo então necessária a intervenção cirúrgica em caráter de emergência.A cirurgia teve início à 1h da quinta-feira, estendendo-se até às 9 h.

A intervenção constou de 4 pontes (1 de mamária e 3 de safena).

Durante a cirurgia o paciente já apresentava sinais de choque cardiogênico, pulmão de choque e distúrbio de coagula,cão, precisando de suporte cardíaco mecânico (balão intra-aórtico) e químico (drogas vasoativas em altas doses).

Permaneceu na UTI do hospitável estável nas primeiras 18 horas, com quadro de choque cardiogênico persistente, pulmão de choque e insuficiência renal latente, havendo porém, após o período, a piora do quadro devido à diminuição da responsividade às medidas terapêuticas, evoluindo com parada cardíaca refratária ao tratamento, constatando-se o óbito às 6h da sexta-feira(11 de outubro).

A direção do Hospital São Paulo e a equipe de cirurgia cardíaca lamentam o ocorrido, com a certeza de ter empregado todos os recursos humanos e materiais disponíveis exigidos para um conceito A Diretoria-Clínica do Hospital São Paulo

Equipe de Cirurgia Cardíaca do Hospital São Paulo

atualizado e responsável de medicina.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Agenda Cultural

Boletim Diário número 75 – de 14 de junho de 2024

Edinho assina Ordem de Serviço para reforma e ampliação da USF do Adalberto Roxo

Edição 1605 – de 14 a 18 de junho de 2024

(Editorial) Queimadas urbanas! Reclamações todos os dias

CATEGORIAS