Ferroviária se despede do historiador Vicente Henrique Baroffaldi

0
153
Foto: Ferroviária SA

É com muita tristeza que a Ferroviária se despede do escritor e historiador araraquarense Vicente Henrique Baroffaldi.

Vicente Henrique Baroffaldi nasceu em Araraquara no dia 28 de julho de 1947 e durante toda sua vida se propôs a contar a história da Ferroviária. Antes de escrever seus livros, o escritor trabalhou na Sucursal dos Diários Associados, integrou a Associação de Cronistas Esportivos de Araraquara (ACEA), de 1965 a 1986, foi diretor da Liga Araraquarense de Futebol, além de ser diretor de divulgação da CCE/Fundesport. Ele também foi colaborador em jornais da cidade como O Diário, O Imparcial, Folha da Tarde e Jornal da Manhã.

Apaixonado por futebol e por estatísticas, ao longo do tempo juntou um vasto material da AFE e em 2010, lançou o primeiro de 10 livros relacionados à Ferroviária. ‘Ferroviária em Campo – Seis Décadas de Futebol da Ferroviária de Araraquara’ (2010). Após este, ele escreveu: ‘Ferroviária em Campo: Breviário Grená’ (2014), ‘Ferroviária em Campo: Tricampeã do Acesso’ (2015), ‘Ferroviária em Campo Contra os Grandes Clubes Paulistas’ (2016), ‘Ferroviária em Campo: Feitos e Exaltações’ (2017), ‘Ferroviária no Paulistão – Campanhas, Formações e Artilheiros’ (2018), ‘Todos os dias com ela’ (2018), ‘O Melhor Campeonato Paulista da Ferroviária – O Esquadrão Fantasma’ (2019), ‘Notas do meu Caderno Grená’ (2021) e ‘Almanaque do Futebol S/A da Ferroviária’ (2022).

Seu trabalho tem valor inestimável para o clube. Ao lado de Paulo Luis Micali, eles são responsáveis por documentar praticamente toda a história afeana, além das obras impressas já citadas, são donos do blog “Ferroviária em Campo”, que é destinado exclusivamente a cobrir a Locomotiva diariamente.

O clube lamenta profundamente sua passagem, presta condolências e deseja muita força aos familiares e amigos neste momento.

Fonte: Ferroviária SA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.