Existe vida fora da terra, com certeza!

Sarah Coelho, a dedicada e inteligente colaboradora do JA, traz nesta edição a ótica do Márcio Fernando Belvedere sobre o nosso mundo e o seu cuidado com a aquisição do conhecimento.

JA – Você está estudando novamente?

MFB – Retorno e frequento o 1º ano do Curso Normal Superior, na Uniara.

Quais os cursos concluídos?

Tenho formação acadêmica em Física pela UFSCar e fui aluno do curso de Química pela mesma instituição.

Como se envolveu com Astronomia?

O advento do Cometa Halley em 1986 despertou curiosidade em muitas pessoas. Daí nasceu o Grupo de Astrônomos Amadores de Araraquara criado com a colaboração preciosa de várias pessoas, dentre algumas o Prof. Aerovaldo Dall’acqua e a Profa. Maria C. Zancul. O fascínio dessas pessoas pela astronomia contagiou muita gente.

Como foram seus estudos?

No ano de 1989 ingressei no curso de Física na UFSCar e já naquele ano comecei a trabalhar como monitor de astronomia do observatório da USP e, mais tarde, me tornei bolsista em iniciação científica nessa área. Desenvolvi vários trabalhos de atendimento ao público e de extensão universitária, como palestras e cursos. Após, sob a gestão do Prof. Aerovaldo Dal acqua e, posteriormente, do Prof. Luís Antonio de Oliveira, coordenei os trabalhos de astronomia para o Centro de Ciências da Unesp de Araraquara.

Tem escrito sobre astronomia?

Escrevi por muitos anos para jornais de Araraquara quando do acontecimento de eventos astronômicos como eclipses e passagem de cometas…

Por que as estrelas nos fascinam?

Para alguns, pela beleza e o desconhecido que elas representam. Para outros, pela perfeição das forças físicas da natureza que elas embutem.

Por que acha presunção afirmar que há vida somente na terra?

Estamos em um planeta que pertence a uma estrela, o Sol. Assim como o Sol, há milhões de outras estrelas em nossa galáxia. Porém, há milhares de outras galáxias em nosso universo visível. E pode haver outros universos com outros milhões de galáxias com milhões de estrelas. Como pode notar, a probabilidade de existência de vida fora da Terra é irrefutável.

Fala de vida inteligente?

São probabilidades. E probabilidades não excluem qualquer tipo de vida, até mesmo um ser unicelular.

Um pouco sobre a estrela mais próxima de nós…

Desprezando a nossa estrela, o Sol, a outra mais próxima é a estrela Alfa-Centauri. Uma estrela que está a 4 anos-luz distante de nós, o equivalente a aproximadamente 40 trilhões de quilômetros. Apesar de mensurável, é uma distância muito elevada.

O Homem tem tecnologia suficiente para visitar outras estrelas?

Atualmente, com missões tripuladas, não.

A Física ajuda a entender a astronomia?

Certamente, sim. A Física está presente na Natureza, no Universo. É o idioma usado por ela para se expressar. Isto não significa que um leigo não possa entender facilmente muitos dos preceitos astronômicos.

Uma espaçonave consegue atingir a velocidade da luz?

Se uma espaçonave conseguisse atingir a velocidade da luz, a mais veloz no Universo, essa espaçonave, bem como tudo em seu interior, a grosso modo, seria deformado e suas massas aumentariam, tornando impossível a sobrevivência da vida no interior da espaçonave e também a integridade estrutural do veículo.

Como seria, então, um outro meio de transporte?

Uma única possibilidade hoje considerada plausível seria o do transporte inter-dimensional. Porém a única coisa teletransportada pelo Homem até então foi um fóton. Apesar de ser um grande resultado, podemos considerar que a humanidade mal consegue engatinhar nesta área e, pressupor que outra espécie a domine e se utilize dela para nos visitar é crer no “achismo”.

Fale sobre uma experiência vivida…

Felizmente a astronomia me levou a vários lugares e me colocou em contato com muitas pessoas que nem imaginaria conhecer. É fantástico poder ajudar as pessoas a entrarem em contato com a Ciência e discutir suas dúvidas e suas curiosidades muitas vezes presentes em seu dia-a-dia, mas deixadas de lado por força de circunstâncias.

Mensagem:

Todos deveriam olhar para o universo e se sentir parte dele. Parte de uma coisa grandiosa, infinita e harmoniosa. Fazer parte deste universo significa respeitar este equilíbrio e ver no seu próximo parte de si.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Os riscos e a falta de regulamentação do uso de dados genéticos de pacientes por operadoras de saúde

Por que temos de sofrer as consequências do pecado de Adão e Eva?

Governar com economia e sem aumentar impostos

Cidade: berço de soluções

Outono com manacá-da-serra/jacatirão

CATEGORIAS