Educadores das Oficinas Culturais participam da Oficina de Maracatu de Baque Virado

0
6
Foto: Rafaella Pucca - Oficina Maracatu

Atividade foi ensaio “esquenta” para o Cortejo de Tambores e Roda de Capoeira que será realizado neste sábado (06), a partir das 17h, da Praça Santa Cruz em destino ao Palacete das Rosas

Na manhã desta sexta-feira (05) os educadores das Oficinas Culturais Municipais de Araraquara participaram da Oficina de Maracatu de Baque Virado, ministrada por Jorge Rufino do grupo Maracatu Sementes Crioulas.

O encontro serviu como ensaio para o Cortejo de Tambores e Roda de Capoeira que será realizado neste sábado (06) na programação do I Encontro de Tambores Ecos de Ngoma, que tem início hoje (05) e segue até domingo (07).

Jorge Rufino conta que a atividade teve a proposta de aproximar e apresentar a cultura do Maracatu do Baque Virado para os educadores das Oficinas. “A ideia surgiu dos próprios educadores porque quando terminavam as nossas reuniões pedagógicas, muitas vezes os professores vinham perguntar sobre o Maracatu, com curiosidades e dúvidas. Aí pensamos nessa atividade para trazer informações e coincidiu com a programação do Encontro de Tambores, que iremos participar”, explica.

Segundo Rufino, que também integra o time de educadores das Oficinas, os educadores tiveram acesso: a um breve contexto da história do Maracatu, à apresentação dos naipes de instrumentos que compõem o Maracatu e o respeito que a tradição pede a estes instrumentos, além de terem aprendido o toque “Baque de Luanda” e a loa (música) “Galo cantou” do grupo Maracatu Sementes Crioulas.

Cortejo – O cortejo terá início às 17h, com o grupo Maracatu Sementes Crioulas e a participação dos educadores e alunos das Oficinas Culturais Municipais. O Cortejo de Tambores e Roda de Capoeira sairá da Praça Santa Cruz em destino ao Palacete das Rosas. A atividade também conta com a participação dos grupos de Capoeira: Abadá Capoeira, Pau Brasil, Sol da Liberdade e Geração do Quilombo, e marca a presença do programa Oficinas Culturais Municipais na programação do Encontro.

Para a coordenadora do programa Oficinas Culturais Municipais, Rafaella Pucca, este foi um “dia de encontros e compartilhamentos de ecos ancestrais, energia de cura do tambor para o coração”.

A programação completa do I Encontro de Tambores Ecos de Ngoma – realizada pela Secretaria Municipal da Cultura e Fundart –  pode ser conferida no site da Prefeitura de Araraquara (www.araraquara.sp.gov.br). Toda a programação é gratuita.

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.