(Editorial) Menos, bem menos: Um apelo por sensibilidade e tolerância

0
4906
Foto: Freepik

É inegável que o mundo esteja passando por um momento de turbulência. O respeito e a compreensão mútua parecem ter sido deixados de lado, resultando em discussões acaloradas e conflitos que se espalham por todos os lugares. Desde lares até espaços públicos, incluindo supermercados, escolas e até mesmo no trânsito caótico.

Diante desse cenário, é fundamental que cada um de nós se esforce para ser menos impulsivo e mais ponderado. Antes de reagir a qualquer provocação, é importante contar até 100, 1000 e ,preferencialmente, afastar-se e seguir em frente.

Assim como no mundo, nossa cidade e região também precisam retornar a um passado não tão distante, onde reinava o respeito entre as pessoas. Urgimos por uma grande corrente de paz, solidariedade e amor verdadeiro.

Por que carregar mágoas, orgulho e tantas preocupações? Em um piscar de olhos, tudo se transforma em poeira! Dentro de cada um de nós, seres humanos, ainda reside a vontade de viver em um mundo melhor e mais justo. Se cada um fizer a sua parte, podemos transformar o meio em que vivemos, assim como um passarinho que carrega água em suas asas para ajudar a apagar incêndios na floresta.

A união faz a diferença e é através dela que poderemos construir um mundo positivo, repleto de energias benéficas. Portanto, vamos começar essa transformação em nossas próprias casas, propagando sensibilidade e tolerância, cultivando o respeito e buscando o entendimento mútuo.

A mudança está em nossas mãos e é fundamental agirmos juntos para construir uma sociedade mais harmoniosa. Cabe a cada um de nós dar o primeiro passo em direção a um mundo onde a compreensão e a empatia prevaleçam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.