Corte Internacional vê violação de direitos nos EUA

A Corte de Justiça Internacional decidiu que os Estados Unidos violaram os direitos de 51 mexicanos que aguardam execução no corredor da morte, e ordenou que seus casos fossem revistos. A mais alta instância jurídica das Nações Unidas analisou um processo apresentado pelo México, alegando que 52 mexicanos condenados por homicídio nos EUA não tiveram acesso a ajuda consular.

"Os EUA devem providenciar, pelos meios que acharem melhor, revisão significativa da condenação e da sentença" imposta aos mexicanos, disse o juiz Shi Jiuyong, afirmando que os recursos, em todos os casos menos três, poderiam ser analisados dentro da estrutura normal do Judiciário americano. Já os três réus que já esgotaram todas as apelações deveriam ter direito a um último recurso em caráter excepcional.

Os países não são obrigados a acatar decisões da Corte Internacional, que têm apenas peso político e moral. O governo americano não fez comentários sobre se pretende pôr em prática a sentença de Haia.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Solenidade nesta terça (25) marca assinatura da Ordem de Serviço para reforma do CMSC do Jardim Paulistano

Boletim Diário número 81 – de 24 de junho de 2024

Edinho assina Ordem de Serviço para reforma da UBS do Santana

Ordem de Serviço para reforma do CMSC do Selmi Dei é assinada

Trajetória de Waldemar Saffioti é tema do programa História Viva de junho

CATEGORIAS