Construção de homens bons

Se pretendermos um país melhor e um mundo mais humano é preciso “cuidar" das famílias. Sim! Mais humano porque o ser é por natureza bom e sabe~ distinguir o que~é certo e o que é errado.~É necessário que existam famílias constituídas, lares onde os filhos recebam~ orientação, atenção e amor. Escolas em que professores estejam capacitados para ensinar o complemento da educação básica recebida na família. Projetar o futuro do país com pessoas boas, de caráter, índole ilibada e saudável. Devemos ensinar aos nossos filhos que a capacidade infinita manifesta-se através do esforço; que não devem subestimar as coisas; e que, embora uma ou outra vez essa “capacidade” não tenha sido manifestada devido a algum fator, existirão ainda muitas e muitas oportunidades.

Quando a criança se machucar em consequência do excesso de travessuras, os pais deverão dizer mais ou menos assim: “Coitadinho! Você é meu filho querido, por isso quero que tome cuidado para não~se machucar. A mamãe~e o papai ficam tristes quando você se machuca desse jeito. Para não deixar a mamãe triste, prometa ter mais cuidado com seu corpo. Você é um bom menino, por isso sei que vai obedecer a mamãe, e de agora em diante não vai fazer brincadeiras muito perigosas, não é mesmo?”

É aconselhável dirigir-se à criança com muito amor, usando palavras que sugestionem que ela é~”uma boa criança”. Expressões tais como: “Você é um bobo! Andou outra vez fazendo das suas, hein? Isto foi um castigo, porque você não obedece à mamãe”. Nessas palavras não podemos sentir o amor materno. Ao mesmo tempo em que repreende, estaria sugestionando que esse filho “é um bobo, é uma criança teimosa ou má". É natural que a criança acabe se tornando um jovem revoltado e desencaminhado. (Ricardo Veiga Lopes – www.sabedoriaqueconduz.blogspot.com)

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Santa Casa de Araraquara pede ajuda para identificar paciente

Show nesta sexta no Sesc Araraquara

Intervenção neste sábado no Sesc Araraquara

Confira as dicas gratuitas para curtir a cidade (20 e 21 de julho)

Contação de história neste sábado no Sesc Araraquara

CATEGORIAS