Conferência de Participação Popular é concluída com plenária na Biblioteca “Mário de Andrade”


Encontro realizado nesta segunda-feira (24) encerrou série de diálogos que passou por todas as regiões da cidade

A Biblioteca Municipal “Mário de Andrade” recebeu na noite desta segunda-feira (24) a Plenária Final da Conferência de Participação Popular, que foi realizada pela Prefeitura de Araraquara por meio do Conselho Municipal do Orçamento Participativo e da Coordenadoria de Participação Popular, que integram a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular.

O secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Marcelo Mazeta, falou sobre a relevância dos debates levantados na conferência. “A Plenária Final fechou um processo que se iniciou no dia 25 de maio com uma participação popular extremamente significativa, onde depois passamos pelas cinco regiões, sendo Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro e no encontro do Centro nós contemplamos as plenárias temáticas do Orçamento Participativo. Foi um processo que acabou trazendo muita qualidade e as diretrizes bem claras e objetivas para a participação popular a partir de 2025, tanto no campo do OP, que é a espinha dorsal do governo, como também no que diz respeito aos conselhos e comitês gestores de participação social do nosso município. Foi um saldo positivo, bastante significativo e, a partir de agora, nós devemos transformar tudo aquilo que saiu de propostas em lei para submetermos à Câmara e assim que forem aprovadas e sancionadas pelo prefeito, possam ser luz para guiar os caminhos da participação popular de 2025 para frente”, analisou.

A coordenadora executiva de Participação Popular, Nathalia Mauricio Rigolin, aprovou o resultado do encontro. “Foi uma grande noite, fechando um processo de construção representativo e muito importante. Mais de mil pessoas viveram conosco nossa conferência, debatemos ideias, repensamos o Orçamento Participativo e a participação popular com o cuidado que merecem. Estamos muito felizes com o processo. Araraquara é referência em Participação Popular”, frisou.

A II Conferência Municipal de Participação Popular foi aberta no dia 25 de maio no Distrito Araraquara (antigo Cear), com o tema “Participar é viver em cidadania”. A abertura, que reuniu aproximadamente 800 pessoas, teve a presença do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo.

Posteriormente, a conferência foi composta por cinco reuniões, uma em cada região da cidade. O primeiro encontro (Território Sul) aconteceu no dia 28 de maio no CER “José Pizani”, no Yolanda Ópice, enquanto a segunda reunião (Território Norte) foi realizada no dia 4 de junho na Emef “Profª Altamira Amorim Mantese”, no Selmi Dei. O terceiro encontro (Território Leste) foi realizado no dia 11 de junho no CER “Rosa Ribeiro Stringhetti”, no Jardim América. A quarta reunião (Território Oeste) aconteceu no dia 18 de junho no CER “Eduardo Borges Coelho”, no Jardim Morumbi. No dia 19, o Centro de Referência da Mulher “Professora Doutora Heleieth Saffioti”, no Centro, sediou a Conferência de Participação Popular do Centro, que encerrou a série de reuniões. Além dos encontros presenciais, as propostas também foram feitas via internet. 

Vale destacar que a participação popular é um dos pilares do governo Edinho, que tem no Orçamento Participativo (OP) seu maior exemplo. O OP foi uma experiência iniciada de 2001 a 2008, na primeira passagem de Edinho como prefeito, e retomada em 2017. Por causa da pandemia e da impossibilidade de realização das plenárias, o programa não elegeu novas obras em 2020 e 2021, mas voltou a ser realizado em 2022. Considerando as obras sendo executadas e as que serão iniciadas, o investimento por meio do OP desde 2017 chega a R$ 177 milhões.  

Também marcaram presença na Plenária Final a deputada estadual Márcia Lia (PT); os vereadores Alcindo Sabino (PT) e Guilherme Bianco (PCdoB); a secretária da Educação, Clélia Mara dos Santos; o secretário de Governo, Donizete Simioni; a secretária de Obras e Serviços Públicos, Renata Bratfisch; a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa; o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Carlos Porsani; o chefe de gabinete, Renato Ribeiro; o assessor de Políticas LGBTQIA+, Lucas Dias; e a presidente do Conselho do Orçamento Participativo, Sandra Catanzaro. 

SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Escola do Legislativo da Câmara promove curso sobre TDAH

O Brasil na crise do clima

A vida é assim mesmo

Biden joga a toalha. Recomeça a corrida presidencial nos EUA

Forme-se em Inteligência Artificial

CATEGORIAS