Câmara celebra o Dia de Conscientização da Síndrome de Down com fórum sobre o assunto

0
39

Curso básico de formação ocorreu no Plenário e foi mediado pela presidenta da Escola do Legislativo, a vereadora Luna Meyer (MDB)

Na quinta-feira (21), quando foi celebrado o Dia Internacional e Municipal de Conscientização da Síndrome de Down, a Câmara sediou o Curso Básico de Formação sobre a Síndrome de Down, ministrado pela professora do Instituto Conviva Down, Camila Fernanda Ferreira da Silva. A iniciativa foi realizada pela Escola do Legislativo da Câmara e Escola de Governo do Município de Araraquara em parceria com o Instituto Conviva Down.

A presidenta da Escola do Legislativo, a vereadora Luna Meyer (MDB), coordenou a atividade que fez parte do Fórum Municipal da Síndrome de Down, instituído pela Resolução nº 526 de 2023.

“Independentemente da compreensão do que a Síndrome de Down implica, o curso é uma ação importante para desmitificar muitos preconceitos, além de promover a conscientização, a inclusão e o respeito às pessoas com deficiência”, destacou a parlamentar.

Ao abordar os temas: conceitos básicos e legislação, desmistificando a condição da trissomia do cromossomo 21, inclusão na escola e no mercado de trabalho e aspectos de saúde da pessoa com trissomia do 21, a palestrante afirmou que existem 300 mil pessoas com Síndrome de Down no Brasil, registrando uma pessoa com Síndrome de Down em cada grupo de 650, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Depois de esclarecer vários aspectos sobre o assunto, realizando interações com o público sobre o que é mito e o que é verdade, e oferecendo dicas relevantes para os profissionais de educação no sentido de adaptar conteúdos nas disciplinas escolares, Camila terminou o curso dizendo que a pessoa com Síndrome de Down pode aprender de tudo.

“É preciso ofertar oportunidades às pessoas com Síndrome de Down porque existe um mundo de possibilidades. A síndrome de Down é a diversidade do pensar, do agir, do sentir e a sede do viver”, finalizou Camila.

Participaram do curso a gestora de unidade do Núcleo de Articulações e Soluções da Escola de Governo, a psicóloga Mônica Favoreto, e a estudante com síndrome de Down Maria Eduarda de Godoi Candido, além de  profissionais da educação e da saúde.

O curso está disponível pelo canal da TV Câmara no YouTube.

Cromossomo 21

O Dia Internacional de Conscientização da Síndrome de Down é celebrado em 21 de março em alusão à condição genética com três cromossomos 21 ao invés de dois, também conhecida como Trissomia do cromossomo 21 (T21). A data é uma campanha de conscientização global da Organização Nações Unidas (ONU) desde 2012. No Brasil, a celebração foi instituída pela Lei nº 14.306/2022. Em Araraquara, lei incluiu no Calendário Oficial de Eventos do Município de Araraquara o “Dia de Conscientização da Síndrome de Down”.

Visibilidade

Usando meias coloridas e diferentes em cada um dos pés, Camila convocou o público presente a fazer o mesmo como referência à diversidade e também para dizer que o diferente é legal, divertido, além de ser alternativa para se falar do tema, despertando o interesse de saber o motivo da ação.

(Setor de Imprensa – Câmara Municipal de Araraquara)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.