Araraquara é exemplo de iniciativas

Araraquara está em as cidades que foram notícias na primeira edição da Revista dos Municípios, lançada este ano em São Paulo, tanto pelos vários projetos desenvolvidos pela atual administração municipal como pelas conquistas em diferentes áreas.

Em reportagem intitulada “Saldo positivo em ano difícil”, o prefeito Edinho Silva afirma que foram implantadas mudanças importantes no município, as quais contribuíram para a racionalização dos recursos públicos, além da implantação de quase 30 novos programas sociais.

Um dos projetos destacados na matéria foi o das Escolinhas de Esportes, oferecido a 4,5 mil meninos e meninas de 7 a 14 anos. Por meio dele, essas crianças e adolescentes praticam uma modalidade e dispõem de atendimento psicológico, médico, odontológico e educacional.

Na área cultural, as Oficinas Culturais estão reunindo crianças e adolescentes em atividades de dança, teatro e outros segmentos da arte.

Outro projeto social desenvolvido no município é o Jovem Cidadão, uma parceria da Prefeitura com o Banco do Brasil, dando oportunidade de emprego para estudantes de nível médio e superior, que sonham e precisam ingressar no mercado de trabalho. Ao todo, 93 estagiários recebem bolsa auxílio atuando na prefeitura.

Já aos jovens que enfrentam dificuldades para ingressar em universidades, especialmente os de baixa renda, a prefeitura municipal de Araraquara firmou uma parceria com a Unesp e Igreja Presbiteriana e criou os Cursinhos Populares, oferecidos gratuitamente.

Saúde

Araraquara é destaque ainda por possui o Programa de Atendimento Integral à Saúde do Adolescente (PAISA), que atua formando e treinando agentes multiplicadores de informação e a conscientização, promove eventos abertos à população, orienta famílias, fornece materiais relativos à saúde do adolescente e mantêm uma central de referência de jovens talentos.

“A Saúde está entre os que mais receberam investimentos”, disse Edinho na entrevista.

Realmente, se pensarmos que a área conta com inúmeras frentes de atuação, como campanhas de combate à dengue, fiscalização de vagas do SUS nos hospitais, cadastramento nacional de saúde, instalação do Disque-Saúde. No primeiro ano de gestão, a administração realizou o Mutirão da Visão e melhorou o atendimento oftalmológico, reduzindo as filas nos postos municipais.

A municipalização do Hospital Gota de Leite, que passou a ter pediatra de plantão 24 horas por dia, foi mais uma conquista da Saúde.

Recentemente, também foi implantado o projeto de atendimento médico de urgência/ emergência, que visa a ampliação do atendimento de emergência no Sistema Único de Saúde (SUS). Com o programa, o atendimento está sendo feito 24 horas e quatro médicos plantonistas foram colocados à disposição dos pacientes: cirurgião, anestesista, ortopedista e socorrista. Ao todo, serão 14 especialidades disponíveis. Na fase I, o custo do projeto será de R$ 110 mil mensais. Quando os serviços forem ampliados, o custo mensal chegará a R$ 250 mil.

Serviços

Na área de saneamento básico, o Departamento Autônomo de Água e Esgotos (DAAE) continua investindo para garantir 100% de água e esgotos tratado à população de Araraquara. O projeto de cultura de lazer Choro das Águas é desenvolvido aos domingos no DAAE.

Na área de transporte, a Companhia de Troleibus de Araraquara (CTA) entregou 10 ônibus novos à cidade e ainda participa do projeto Música Circulante.

População

Não é a toa que o número de habitantes de Araraquara continua crescendo. Seja pelos serviços ou pela qualidade de vida na cidade, viver em Araraquara tem sido, a cada dia, a melhor opção.

O prefeito Edinho Silva conseguiu recurso junto a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado) para a construção de casas a famílias de baixa renda. Serão 1000 casas em regime de mutirão e mais 300 unidade que será construídas pela CDHU.

Outro ponto destacado na reportagem é a atuação da população através do Orçamento Participativo (OP), que também tem sido fundamental para elaboração do orçamento municipal.

“A população pode esperar um ritmo de crescimento da cidade, apesar de estarmos vivendo um período de crise mundial, a começar pelo pais vizinho, a Argentina. Se não acontecer nenhuma grande catástrofe, a cidade vai crescer ainda mais e se modernizar para receber mais investimentos, sem perder a qualidade de vida”, concluiu Edinho Silva.

Compartilhe :

No data was found
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ala pediátrica da UPA Valle Verde será transferida para a unidade de saúde do bairro nesta sexta (14)

Sesi Araraquara vence o Blumenau no 1º jogo das quartas de final da LBF

Após autorização do Presidente Lula, Prefeitura lança licitação da segunda fase das obras na Via Expressa

Comcriar elege conselheiros e define diretoria para o mandato de 2024 a 2026

Guerreiras viram a chave novamente para o Brasileirão

CATEGORIAS