Aedes aegypti: 5 curiosidades e dicas para combater a dengue

0
119
Foto: Aravind K por Pixabay - Mosquitos têm hábitos peculiares e conhecê-los pode ajudar no seu combate.

A informação é a melhor arma contra a proliferação da doença, que tende a crescer em períodos quentes e chuvosos

O crescente número de pessoas infectadas com dengue é alarmante em todo o Brasil. De acordo com dados do Ministério da Saúde, o país já está perto da marca de 1 milhão de casos somente em 2024, pois já existem 419,4 mil casos confirmados e 554 mil em investigação – mais que o dobro do ano passado. Estima-se que até o final deste ano, sejam registrados 4,2 milhões de casos de dengue.

De acordo com o biólogo e professor do Colégio Marista Santa Maria, Gustavo B. Propst,a tendência de crescimento da doença pode ser explicada pelas mudanças climáticas. “O aumento da temperatura no mundo e o aumento da chuva, causado pelo El Niño, trazem um ambiente mais propício para o mosquito Aedes aegypti”. A prevenção, segundo ele, continua sendo a informação e a ação conjunta de toda a sociedade.

Confira algumas curiosidades que podem ajudar no combate à dengue:

  • Vida curta e rápida: o ciclo de vida do Aedes aegypti é formado por quatro etapas básicas – ovo, larva, pupa e adulto. O ciclo completo dura entre 7 e 10 dias, por isso é importante limpar e eliminar possíveis locais de água parada a cada uma semana, pelo menos.
  • Dieta diferenciada: enquanto as fêmeas picam os humanos para se alimentar de sangue e gerar os ovos de novos mosquitos, os machos preferem uma dieta vegetariana, alimentando-se de néctar de flores.
  • Horário certo: os mosquitos Aedes aegypti preferem sair para se alimentar de sangue durante o amanhecer e o anoitecer, então, é importante redobrar a atenção nesses horários.
  • Vôo baixo: o padrão de voo do mosquito Aedes aegypti pode variar, e ele geralmente voa a alturas mais baixas, perto do solo. Por isso, proteger os pés, tornozelos e canelas, principalmente, é tão importante.
  • Mãezona: uma fêmea de Aedes aegypti se alimenta quando já está grávida, para ajudar no desenvolvimento dos ovos. Depois de aproximadamente 3 dias, acontece a postura dos ovos, que pode variar entre 100 a 200 por vez. Durante sua vida, um mosquito pode dar origem a cerca de 1500 novos mosquitos.

Sobre os Colégios Maristas 

Os Colégios Maristas estão presentes em 18 estados e no Distrito Federal com 63 unidades. Os mais de 80 mil estudantes recebem formação integral, composta pela tradição dos valores Maristas e pela excelência acadêmica alinhada aos desafios contemporâneos. Por meio de propostas pedagógicas diferenciadas, crianças e jovens desenvolvem conhecimento, pensamento crítico, autonomia e se tornam mais preparados para viver em uma sociedade em constante transformação. Os Colégios Maristas fazem parte do Marista Brasil, uma rede de colégios e escolas presente em 20 estados brasileiros e no Distrito Federal que atende mais de 97 mil crianças, jovens e adultos. Saiba mais em: maristabrasil.org/

(Assessoria de imprensa dos Colégios Maristas – Página 1 Comunicação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.