P or que as pessoas se boicotam ?

Marilene Volpatti

Existem mil idéias para se sobreviver à mania de se desvalorizar.

“Meu companheiro não ligou porque não gosta de mim”. “Meu chefe acha que sou um imcompetente”. “Jamai vou encontrar alguém que me ame”. “Nunca serei bonita como a modelo tal”. Se alguma dessas frases você já pronunciou, é provavel que tenha aprendido a se desvalorizar desde muito cedo. Muitas vezes, na infância, aprende-se que a vaidade é um sentimento negativo. E, infelizmente, emsmo depois de crescidos continuamos a nos dizer essa tremenda asneira. O resultado não poderia ser outro: de tanto falar, acabamos acreditando nelas.

mas, nem tudo está perdido. O lado positivo pode ser aprendido, assim como aprendemos a dirigir um veículo. Isso posto, como calar para sempre, essa voz que fica em nossa cabeça? Exercícios de substituição ajudam. Toda vez que um pensamento negativo tomar conta, troque imediatamente por uma afirmação positiva. por exemplo, não dizer mais: “Gostaria de colcoar um final na relação, mas tenho pavor de não arrumar novo companheiro”. A afirmação positiva é: “É melhor viver sozinho do que enfrentar a solidão a dois”.

Ficar com alguém que não satisfaz é maneira de reagir ao medo da solidão – o que não deixa de ser normal. Na verdade, quandfo estamos numa relação insatisfatória, não somos capazes de perceber como chamamos a atenção do sexo oposto. Se a mulher se envolve com um homem que não liga muito apra ela, perde um pouco o seu senso de identidade. Quando ela consegue se desvencilhar dessa relação, que não lhe trazia perspectivas, parece com pássaro livre.

Trabalho

Ñão fale mais: “Agora que cheguei no emprego que sempre sonhei, estou temeroso de não conseguir dar conta do recado”. Diga: “Como já tive serviços muitos difíceis, sei que conseguirei tirar de letra”.

Muitas pessoas acreditam que o sucesso não se deve à própria competência, mas, sim, à sorte. Se se assustar com a ascenção, tente escrever alguns motivos que justificam sua escolha para o cargo que ocupa na empresa. Anote, também, os elogios profissionais que recebe e faça uma lsita das conquistas. Quando sentir que não está sendo capaz de arcar com a responsaiblidarde doc argo, leia as anotações. Vai combater a sua fragilidade momentânea.

Beleza

Não fale mais: Nunca fui bonita. Minha pele, então, é horrorosa”. Diga: “Hoje estou me achando feia porque não dormi direito. Vou me sentir melhor se colocar um vestido branco, para realçar meu bronzeado”.

Quem já não se olhou no espeplho e não se sentiu horrível? Nessa oportunidade prete atenção no humor.

Com certeza, está péssimo. Se usar de artifício que a faça sentir-se poderosíssima, vai quebrar o círculo vicioso. Outra coisa; deixe sempre à mão, roupas que chamam sua atenção, e, quando as coloca sempre recebe elogios. Se, no entanto, chegar a conclusao de que está realmente desleixada, dê um trato no cabelo e depressinha vá a uma academia, a fim de colocar o astral para o alto.

Palavras

Nao fale mais: Banquei a boba naquela festa. Agora ninguém mais vai me convidar para a próxima.” Diga: “Todos estão propensos a dizer besteiras, vez ou outra. Acredito que não prestaram atenção no que eu disse.

“Quanto dessa situação nao ocorre? Geralmente, as pessoas acabam passando por cima. Se bebeu além do normakl e foi inconveniente, procure explicar no dia seguinte. O quenao faz sentido é ficar remoendo o fato dias e semanas inteiras. Agradar a todo mundo, não dá. Tente se agradar que já é o bastante.

Idade

Nao fale mais: “Já estou com 37 anos e ainda não encontrei um companheiro. Tem algo errado comigo”. Diga: “Estou construindo uma bela carreira e tenho feito grandes amizades. Casamento é para depois”.

Milhares e milhares de pessoas estão construindo familia, com mais idade. Em primeiro plano estao colocando a carreira. Ter o trabalho que gosta ajuda a escolher melhor o companheiro. É um erro achar que o parceiro é a única chama dea vida. Cada indiviíduo deve criar, construir a sua.

Portanto, aquela energia que está senso gasta em lamúrias pode ser revertida para o proprio bem pessoal. Exercite o corpo, retome ou faça um curso, crie um hobby, aceite desafios.

Cada pessoa tem seus pontos fortes. Se conseguir criar estilo terá uma aura toda especial. Para isso, é necessário assumir uma postura positiva.Quando fazemos o melhor para se sentir bem, transpiramos confiança e atraímos as pessoas certas para os momentos certos. Isso em todos os setores de nossas vidas. Acreditem!

Serviço:

Consultoria: Drª Tereza P. Mendes – Psicoterapeuta Corporal – Fone:- 236-9225.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A força e união do agro

Os riscos e a falta de regulamentação do uso de dados genéticos de pacientes por operadoras de saúde

Por que temos de sofrer as consequências do pecado de Adão e Eva?

Governar com economia e sem aumentar impostos

Cidade: berço de soluções

CATEGORIAS