Da política à politicagem

Eladir Albertini (*)

E surge um novo candidato

Cortês, dedicado

Um tanto idealista

Sonha a sua gente educar

Deixar de ser elitista

A todos politizar

Dos direitos e deveres políticos

O povo conscientizar

Político popular

De boa aparência

Discursa com eloqüência

Social e inteligente

De seus objetivos consciente

Ocupa-se da política com paixão

Conquista a população

E ganha a eleição!

E o povo sorrindo…

Sempre o aplaudindo

Ovacionando…

Vai o político empurrando

Para a frente e para o alto

Por suas mãos dá um salto

De vereador a prefeito…

De prefeito e deputado…

Alcança o poder deslumbrado

E agora já empossado

Vai perdendo o idealismo

Luta por interesses pessoais

Fazendo conchavos verbais

Constrói alianças

Organiza mudanças

Usufrui do poder de decisão

Usa a política como "sua lei" e "sua questão"

Nos palanques sorrindo

O povo o aplaudindo

Seu nome gritando

A carreira política deslanchando

Ganha o voto dos eleitores

Concedendo "favores"

Perdeu a fé, a coragem de confrontar

Deixa a política, para a politicagem praticar

Mesquinho e inescrupuloso

Político ardiloso

Manobrando as massas

Chega ao primeiro escalão

Quanta maquinação!

Dirige a coletividade

Abusando da autoridade

Que lhe outorga a gestão

E surge ele nos meios de comunicação

Sorrindo… sorrindo…

E o povo pedindo,

Exigindo melhor situação

Mas ele continua sua caminhada

Já sedimentada

Com muita badalação

E ao povo só resta a decepção!!!

(*) É pedagoga e aluna do curso de Psicopedagogia

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A força e união do agro

Os riscos e a falta de regulamentação do uso de dados genéticos de pacientes por operadoras de saúde

Por que temos de sofrer as consequências do pecado de Adão e Eva?

Governar com economia e sem aumentar impostos

Cidade: berço de soluções

CATEGORIAS