(Voz) Higiene Vocal

Marla Larocca e Silvia Prisciane Gomes da Silva (*)

A voz é um dos sons mais importantes do nosso corpo, transmite muito mais que palavras. Através dela exprimimos os nossos sentimentos mais ocultos.

Para que a voz possa ser melhor produzida necessitamos de boa articulação, entonação e velocidade de fala.

Todas as pessoas fazem uso da voz no seu dia-a-dia, algumas de maneira mais intensa, tais como: professores, cantores, atores, locutores, advogados. Essas pessoas, geralmente, fazem uso excessivo da voz para exercer sua profissão, o que pode levá-las a uma fadiga vocal.

Com o mau uso da voz podem aparecer alguns sinais e sintomas, tais como: rouquidão, pigarro, tosse, sensação de garganta seca, coceira, ardor, dor, sensação de queimação, aperto ou bola na garganta. Esses sinais e sintomas podem ser amenizados se a pessoa tiver uma boa higiene vocal, pois assim como todo o nosso organismo, nossa voz também precisa de cuidados.

Para termos uma voz saudável são necessários alguns cuidados para poupar a laringe de esforços desnecessários, os quais muitas vezes são feitos e trazem prejuízos a voz e desconforto ao falante e ao ouvinte.

A Higiene Vocal é definida como sendo algumas normas básicas que auxiliam na preservação da saúde vocal e na prevenção do aparecimento de alterações e doenças.

A higiene vocal deve ser seguida por todos, mas principalmente por aqueles que utilizam a voz na sua profissão.

Alguns desses cuidados são:

– hidratação do organismo, ou seja, beber muita água.Hidrata todo o nosso corpo, e faz com que as pregas vocais funcionem melhor;

– evitar ambiente com ar condicionado, pois ressecam a mucosa e o trato vocal. Caso não seja possível, intensificar a hidratação;

– falar sem gritar e sem esforço;

– não pigarrear e nem tossir excessivamente;

– não fazer uso de tabaco;

– não fazer uso excessivo do álcool;

– usar roupas confortáveis;

– bebidas geladas e sorvetes devem ser tomados com cautela, evitando choques térmicos;

– evitar excesso de condimentos na alimentação;

– a maçã é bastante recomendada, para o fortalecimento da musculatura da face e por ser adstringente;

– derivados do leite e chocolate devem ser evitados, pois podem produzir mais muco e dificultar a vibração das pregas vocais.

Se você apresentar uma rouquidão por mais de 15 dias ou alguma outra alteração na sua voz, procure orientação otorrinolaringológica e/ou fonoaudiológica.

(*) (*) alunas do 4º ano do Curso de Fonoaudiologia – UNIARA (orientadas por Maria Lúcia Dragone – supervisora do estágio de Voz UNIARA).

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Campanha Junho Laranja alerta para os sintomas da leucemia

Retorno ao escritório: dicas de ergonomia para um ambiente saudável e produtivo

5 dicas de tratamento durante o estágio inicial das varizes

Termina nesta quarta (19) as inscrições para o “Seminário de Enfrentamento ao Racismo Religioso e LGBTfobia nos Espaços de Matriz Africana” 

Comad realiza II Semana Municipal de Políticas sobre Drogas nos dias 24, 26 e 27 de junho

CATEGORIAS