Vitória: gravidez precoce cai

Região de Araraquara fica acima da média

A nossa região conseguiu reduzir em 32% o número de gravidez na adolescência entre 1998 e 2005. O índice fica acima da média do Estado de São Paulo, que é de 29%. O nosso é melhor que as regionais de Ribeirão (23%), Franca (24%) e Barretos (26%). Os dados foram divulgados, nesta semana (9), pela Secretaria da Saúde do Estado.

A região de Araraquara engloba Américo Brasiliense, Santa Lúcia, Gavião Peixoto, Boa Esperança, Matão, Taquaritinga, Ibitinga, Itápolis, Descalvado, Dobrada, Dourado, Trabiju, entre outras.

Araraquara registrou 2.333 adolescentes grávidas, menores de 20 anos (em 2005), contra 3.434 em 1998. No cenário estadual foram 105.003 mulheres menores de 20 anos grávidas em 2005, contra 148.019 em 1998. Só em Araraquara, segundo o IBGE, dos 2.662 nascidos vivos em 1998, 20% eram de mães com idades entre 10 e 19 anos. Já em 2003 (última atualização), dos 2.260 nascidos, apenas 16% eram de adolescentes. Segundo ainda o IBGE, Araraquara possui 64% da população feminina em idade fértil.

Trabalho

Para a coordenadora do programa municipal DST/Aids, Regina Barbieri, a redução no número de gravidez precoce em Araraquara se deve principalmente a uma parceria entre a Secretaria de Saúde e Educação. “Trabalhamos fortemente na questão da prevenção com os adolescentes em idade escolar, a partir dos 13 anos, da rede pública de ensino. Informamos o que é a gravidez, no que acarreta uma gestação precoce, estimulando a auto-estima, distribuindo material educativo etc. Esse é o grande fator que vem colaborando na redução de mães jovens”, diz.

Segundo Regina, o trabalho de prevenção começou no Centro de Referência do Jovem e do Adolescente (CRJA), implantado pela atual gestão em 2002, e foi fortalecendo à medida que parcerias foram sendo criadas. “Conseguimos parceria com o SESI, para um teatro que aborda o drama da gravidez precoce. Após a apresentação, os alunos debatem e trocam experiências. Conseguimos também com o SESC, que há dois anos colabora com a Feira da Sexualidade. A semente iniciou no Centro de Referência mais foi crescendo e hoje atinge a cidade”.

Prevenção

Regina destaca os programas de saúde da mulher, realizados em todos os postos de saúde e programas de planejamento familiar, com distribuição de anticoncepcionais e orientação. “Além do programa municipal DTS/aids, que colabora na prevenção de doenças e de gravidez com a distribuição de cerca de 30 mil preservativos por mês”.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Santa Casa de Araraquara pede ajuda para identificar paciente

Show nesta sexta no Sesc Araraquara

Intervenção neste sábado no Sesc Araraquara

Confira as dicas gratuitas para curtir a cidade (20 e 21 de julho)

Contação de história neste sábado no Sesc Araraquara

CATEGORIAS