Veracidade

Vera Botta (*)

Queremos autonomia: palavras das mulheres!!!

A Semana Municipal em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, uma lei que me orgulha de ter sido autora, transformou-se, felizmente, neste 2006, em um mês de debates. De reflexões sobre direitos e políticas públicas dirigidas às mulheres. De palestras nas escolas…educação e conscientização só podem dar bons frutos se bem semeadas…desde a mais tenra idade…De conversas com mulheres que silenciosa ou ruidosamente vem tecendo sonhos de mudanças!!! O Salão Nobre da Uniara, mais uma vez abriu-se para um debate. Na sexta-feira, 24 de março, pessoas de todas as idades, reuniram-se para um encontro muito especial. Com mulheres que na política, na luta pela igualdade étnico-racial, no movimento pela Reforma Agrária, no Legislativo, na academia vêm mostrando, de diferentes formas, corajosamente, que a sociedade brasileira precisa firmar, neste século XXI, um pacto para valer, contra todos os estigmas impostos…O prefeito Edinho, único homem a compor a mesa aceitou o pacto e mostrou que quer ir além…Fazendo de nossa Morada um expressivo exemplo de sociedade igualitária!!!

Um toque muito especial

Não poderia ter sido melhor a escolha para a abertura desse evento que marcou, com brilho, este março. Uma apresentação da Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira mais uma vez nos envolveu…Com muita emoção, com o coração batendo forte, sentimos a importância do investimento em uma escola de arte, sem barreiras de cor, de condição sócio-econômica, de status…E as meninas, nos seus gestos e sorrisos, no seu desabrochar, nos acalentaram a alma…Estado de espírito perfeito para abrir o coração e deixar entrar as palavras das mulheres!!!

Afinal, o que querem as mulheres???

A vereadora Edna Martins foi a anfitriã da noite. Resgatou as conquistas implantadas recentemente em nossa cidade, como a Casa Abrigo à Mulher Vitima de Violência, o Centro de Referência da Mulher. Afirmou firmemente que temos muito a caminhar no terreno das políticas públicas!!! E convidou o público presente a engrossar a árdua caminhada por uma sociedade diferente, onde mulheres e homens estejam, lado a lado, construindo mudanças.

A luta pela terra tem dois sexos

Kelly, guerreira do MST disse em poucas palavras como é importante a participação das mulheres na construção da democracia…a qual não tem que ter, por direito, diferenças. Falou das importâncias das experiências da Reforma Agrária!!! Criticou o lado perverso do agronegócio – na sua visão, uma nova maquiagem para o velho latifúndio e denunciou a escalada crescente de morte de trabalhadores do corte da cana por exaustão. Com seu jeito simples e seu desafiante boné vermelho, deixou uma palavra de ordem "A mudança está em nossas mãos!!!"

Abaixo a exclusão racial

Silvia Seixas, do Instituto Plural de Educação e Cidadania, de Ribeirão Preto afirmou a importância extrema de ser inserido nas políticas públicas o recorte racial. Lembrou os maiores índices de mioma uterino e de diabete das mulheres negras…Os dados de anemia falciforme. Como conduzir uma política de inclusão para os diferentes???Criticando as ações da fachada, Silvia lembrou que a grande maioria dos heróis são masculinos…Por que não se faz jus às conquistas das mulheres??? Dai, a necessária mudança pela educação!!! De ser introduzida a história da raça negra nas escolas. De serem respeitados efetivamente valores da diversidade cultural!!! Sua frase final nos contaminou. "Se liga gente, vamos mudar este país, vamos pretejar este poder!!!"

Sim à vida na luta contra a Aids

A deputada Telma de Souza que inegavelmente teve uma gestão revolucionária na Prefeitura de Santos deu um banho de sensibilidade. Apelando à integração do olhar feminino e masculino "A gente se torna mulher. Por que o homem não pode dar vazão à afetividade???" E no convite à vida, apresentou dados sobre o mapa da Aids, o qual, em sua opinião, se confunde com o mapa da desinformação e do preconceito!!! Sinal de alerta!!! Está mais do que na hora de ser estimulada a capacitação dos professores para que eles discutam com os jovens, problemas de sexualidade!!! Telma foi a responsável pela implantação de um programa de prevenção e tratamento da Aids que se transformou em referência nacional e internacional. Nas palavras de Telma, "todos nós temos o dever de estarmos engajados nessa batalha da vida contra a morte".

As palavras de Marta: o poder não é só masculino

Marta Suplicy recuperou as lutas feministas do século passado pelo status de cidadania, o direito ao voto, 1934, as conquistas da Constituição de 1988…Os avanços no campo reprodutivo. Há muito por fazer…somos apenas 12% no Legislativo e não chegamos a 6% no Executivo!!!Lançou um desafio…Que possamos usufruir o que foi, a duras penas, conquistado, tendo AUTONOMIA. Este século é ou não nosso???

A Coluna fica por aqui. Lamentando o espetáculo de mau gosto da ultima sessão da Câmara. Vem ai o 3º assessor??? Mas, a Câmara não foi reduzida para acarretar economia nos cofres públicos???ZUM…ZUM…ZUM…Boa semana a todos. E até a próxima!!!

(*) É pesquisadora da Uniara e colaboradora do JA.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Plano de recapeamento avança no Jardim Universal

Seguem em andamento obras da unidade de saúde do Santana

95% dos aposentados desconhecem senha do aplicativo Meu INSS

O que acontece com as dívidas quando alguém morre?

Alimentação x Saúde Cerebral: entenda a relação

CATEGORIAS