Sempre empreendedor

0
20
Polezze na sede do J.A.

Teve a empresa “Polezze produções cinematográficas”. Fazia uso de um estúdio de gravação completo em sua casa (na verdade, um anexo no fundo). Toda semana, fazia gravações do “Horário da Ave Maria”, que ia ao ar pela Rádio Cultura. Ainda, gravava comerciais ou campanhas de publicidade. Seu filho Marco Augusto era técnico de som.
Uma curiosidade: todos os equipamentos de som fizeram nascer interesse de Marco Augusto por eletrônicos. O filho mais velho partiu para faculdades de física e engenharia elétrica, na UNICAMP. Era motivo de muito orgulho para Geraldo Polezze.
Não pensem que Geraldo Polezze restringiu-se apenas a empresas ou atividades de comunicação. Conhecem a empresa Provac? Hoje, bastante atuante em vários mercados.
Antes, era a chamada Provac-Drim e cuidava de dedetização e limpeza. Sim, Polezze foi um dos sócios. Observem a origem do nome Provac: “P” de Polezze; “R” de Roberto; “O” de Osvaldo; “V” de Valentim; “A” de Arnaldo e “C” de Calegari. Foi vendida para Valter Merlos, que a transformou na gigante atual.
Geraldo Polezze também foi representante de empresa de produtos descartáveis (como copos), mas por pouco tempo. Passou o negócio para Andrelino Alves Pinto, que deu origem à Pipocopos; em seguida, à Vilacopos.
Ah, sim, Polezze também foi advogado. Definitivamente, um homem multitarefa.

Deixe uma resposta