Controle de Vetores faz operação em imóveis que estavam fechados nas vistorias realizadas durante a semana

Com o propósito de conter a epidemia de dengue em Araraquara, a Prefeitura dará sequência neste sábado (2) ao seu trabalho intensificado de combate ao mosquito Aedes aegypti. Os agentes de combate a endemias da Vigilância Epidemiológica atuarão na região do Selmi Dei, onde retornarão aos imóveis que estavam fechados nas vistorias realizadas durante a semana. Também nesta data, o Jardim Brasília receberá o serviço de nebulização.

 
Na segunda-feira (4), os trabalhos de vistoria casa a casa serão realizados nos bairros do Selmi Dei, Jardim Dumont, Jardim Veneza, Jardim Santa Clara e Melhado, enquanto a nebulização passará pelo Jardim Brasília e o fumacê pelo Yolanda Ópice.

A vistoria é realizada em uma média de 30 mil casas por mês na cidade e em metade delas o trabalho não é concluído por falta de autorização para a entrada, porém vale considerar que 80% dos criadouros de dengue se encontram nas residências, o que torna ainda mais importante a permissão por parte dos moradores.

A Prefeitura de Araraquara, por meio da Gerência de Controle de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde, alerta os moradores que estão recebendo a visita da Vigilância Epidemiológica para que eles fiquem atentos à identificação dos agentes. O motivo do alerta se deve ao risco de golpistas se aproveitarem das inspeções que estão sendo feitas para entrar nas residências e cometer delitos. A Vigilância Epidemiológica destaca que é imprescindível que a população participe da luta contra a dengue, autorizando o acesso aos quintais e residências para a eliminação de possíveis focos do mosquito transmissor da doença, mas é importante prestar atenção na identificação do agente antes de permitir o acesso à residência. Os agentes de combate a endemias da Vigilância Epidemiológica trabalham sempre uniformizados, com camiseta cinza e colete marrom, além de circularem em carros oficiais. Já os supervisores circulam com camiseta verde, com identificação da Vigilância.

Em caso de dúvida sobre a identificação da equipe, o morador pode ligar no Controle de Vetores, nos telefones 3303-3123 e 3303-3124.

Números da epidemia

Segundo números divulgados nesta sexta-feira (1º) pela Vigilância, no ano de 2022 foram registrados 15.684 casos confirmados de dengue. Foram 152 casos em janeiro, 703 casos em fevereiro, 5.071 em março, 4.573 em abril, 4.029 em maio e 1.156 em junho. Neste ano, 17 óbitos causados pela dengue foram registrados em Araraquara.

Os sintomas de dengue são febre, dor no corpo, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e manchas pelo corpo. No momento em que o paciente procurar o atendimento, ele deve levar RG, Cartão SUS e um comprovante de endereço com CEP.

Atendimento

A Secretaria Municipal de Saúde informa que, diante da queda expressiva de demanda, o Centro de Atendimento da Dengue, instalado no Hospital da Solidariedade (Hospital de Campanha), foi desativado nesta sexta-feira, dia 1º de julho. A unidade estava funcionando desde março, quando houve aumento da demanda de pacientes com suspeita ou diagnóstico de dengue.

De acordo com os números da Saúde, em maio, a média estava em 440 atendimentos diários no Centro. Na segunda quinzena de junho, estava em 120 atendimentos diários e hoje, cerca de 30 pessoas são atendidas por dia na unidade. Dessa forma, os casos suspeitos e diagnosticados de dengue passam a ser atendidos nas UPAs Central e Vale Verde, que funcionam 24 horas por dia, e em todas as unidades de saúde do município, que atendem de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. A UPA da Vila Xavier continuará com atendimento exclusivo para suspeitos e diagnosticados com Covid-19.

 

 

_____________________________________________________________________
SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE ARARAQUARA

CONTATO
Telefone: (16) 3301-5000 – ramais: 5237/5124/5284/5063
Rua São Bento, 840 – 4º andar – Centro
Araraquara – SP – Cep: 14.801-300

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.