SELIC – CDI

Roberto Barbieri (*)

Todos ouvem falar em Taxa Selic, CDI, mas muitos não sabem o seu significado e a sua implicância na vida econômica de cada um.

Lembramos então, a Selic tem esse nome por conta do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, um sistema administrado pelo Banco Central, que faz a sua prefixação nas reuniões periódicas do COPOM (Comitê de Política Monetária) do próprio BC em que são negociados títulos públicos federais. A taxa média registrada nas operações feitas diariamente nesse sistema equivale à taxa Selic.

Da Selic sai a taxa do CDI ou Certificado de Depósito Interbancário, que é uma taxa de juros utilizada nos empréstimos entre os bancos. Ela é usada como principal índice dos investimentos de renda fixa (aqueles que possuem uma rentabilidade previsível). Assim, muitos investimentos em renda fixa possuem sua rentabilidade atrelada ao CDI.

O CDI por sua vez é calculado aproximadamente a 0,10% menos que a Selic. Assim se a Selic hoje está em 10,50% aa, o CDI corresponde a 10,40% aa. Convertendo em taxa mensal do CDI temos hoje 0,83% am. (aa= ao ano, am=ao mês).

Feitas estas lembranças, vamos verificar outro fator que impacta diretamente a vida dos brasileiros, principalmente os contribuintes diretos de impostos.

Lembrando então, a Selic está em 10,50% e o CDI 10,40% ao ano.

Aí que entra a seção de escorchamento, de roubo, de pilhagem do governo em cima do contribuinte. Em caso de qualquer atraso no pagamento de tributos, seja por esquecimento, seja por falta de dinheiro no dia do recolhimento, seja por qualquer motivo, fora multa que é aplicada se o atraso no pagamento passar de um mês para o outro, é cobrada uma taxa diária de 0,33% do valor do tributo. Estes 0,33% transformados em Taxa Mensal correspondem a 10,39% e que por sua vez correspondem a 227,40% ao ano.

Isto mesmo, temos uma Selic que é uma Taxa base da remuneração da reserva monetária da população, muito próxima da proteção da inflação provocada pela expansão monetária sobre os ativos que cada um possa ter conseguido a duras penas em seu trabalho, numa ordem de 10,40% aa de remuneração contra os absurdos 227,40% aa sobre eventuais atrasos de pagamentos de impostos.

Então, se o indivíduo não estiver conseguindo pagar seus impostos, estará sendo empurrado com truculência para o fundo de um buraco financeiro.

Repetindo 10,40% aa que se remunera, contra 227,40% aa que se cobra. O Sr. Lula da Silva dando bronca na Selic de forma cínica e irresponsável.

Tudo isto para sustentar a corja que nos dirige e dita os rumos de nossas vidas.

(*) É Administrador de Empresas.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

20 de Julho – Dia Internacional da Amizade: ter amigos aumenta expectativa de vida

Novos livros estão disponíveis na Biblioteca Mário de Andrade

Feiras de artesãos e empreendedores movimentam o final de semana (20 e 21 de julho)

O setor de serviços na Reforma Tributária

Rota de Colisão

CATEGORIAS