Segundo CPFL Paulista, acidentes com rede elétrica podem ser 100% evitados durante construções, reformas ou pinturas

0
250

Em 2021, 33% dos acidentes com energia elétrica envolvendo a construção civil foram fatais. Distribuidora dá dicas para evitar acidentes com a rede elétrica em construções, reformas ou pinturas.

Construir ou reformar próximo à rede elétrica aérea, instalar antenas, painéis luminosos ou realizar pintura em fachadas de prédios sem o devido cuidado com a energia elétrica pode causar acidentes graves. A falta de planejamento e atenção com equipamentos de proteção individual e coletiva, e a falsa ilusão de que nada mais sério pode acontecer são alguns dos erros que profissionais – a maioria de autônomos – cometem. Ao realizar qualquer tipo de trabalho em locais próximos à rede elétrica, esses erros podem, muitas vezes, custar a vida de quem realiza estas atividades ou de pessoas próximas.

“A segurança das pessoas é um pilar inegociável no grupo CPFL. Por meio de nossas distribuidoras, fazemos um grande trabalho de conscientização e diversas ações para propagar o uso seguro da eletricidade em todas as esferas. Nossa campanha Guardião da vida, por exemplo, tem como objetivo levar informação a esse público e fazer desses profissionais verdadeiros embaixadores da cultura de interdependência em segurança.”, afirma Marcos Victor Lopes, gerente de Saúde e Segurança do Trabalho do Grupo CPFL.

Confira o vídeo de orientação: Link: https://www.youtube.com/watch?v=JiSzFC6piss

Um levantamento realizado pelo Grupo CPFL Energia aponta que, em 2021, ocorreram 54 acidentes em cidades da área de atuação das quatro distribuidoras do Grupo (CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz e RGE). Desses acidentes, 13 foram considerados graves e 18 custaram as vidas de profissionais que estavam realizando seu trabalho, sem atentar para o perigo de manuseio de equipamentos próximos da rede elétrica. Apenas nos dois meses de 2022, esse número já chegou a 12 no geral. 

Infelizmente, a cada ano, esses dados mostram que a maioria das pessoas ainda não têm as informações necessárias para realizar esse tipo de serviço com total segurança. São casos como o de um trabalhador que realizava a pintura da fachada de uma residência, quando acidentalmente tocou a rede elétrica com o cabo extensor do rolo de pintura, e de trabalhadores que utilizavam um andaime metálico que tocou a rede e causou um curto-circuito, ou até mesmo, um pai de família que decide fazer uma reforma básica em sua residência. 

“É comum que profissionais experientes também passem por isso, até pelo tempo de serviço, a confiança na capacidade técnica, muitas vezes, se alia à falta de atenção e de planejamento da tarefa, o que faz com que o acidente ocorra”, reforça Marcos Victor.

Guardião da Vida

A campanha faz um apelo pela conscientização dos riscos reais que a eletricidade oferece e aconselha os profissionais a adotarem medidas de segurança, o planejamento e o uso adequado de equipamentos de proteção, adotando medidas de segurança ao realizar seus trabalhos.

Além de programas de treinamento, palestras, distribuição de material informativo, alertas nas contas de consumo de energia, informações e dicas disponibilizadas no site da campanha “Guardião da Vida” (https://guardiaodavida.com.br/), as distribuidoras do Grupo CPFL também participam das campanhas anuais de segurança promovidas pela Abradee (Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica), cuja principal finalidade é também a de alertar para os riscos que a rede oferece, quando não existe planejamento cuidadoso do trabalho a ser executado. 

Conheça as campanhas “Guardião da Vida” (https://guardiaodavida.com.br/), na página: https://guardiaodavida.com.br/campanhasLá, você vai encontrar uma série de dicas especiais para quem trabalha na construção. É a CPFL mostrando sua preocupação com a segurança das pessoas

“Procuramos sempre divulgar nossos conselhos de segurança e orientar os profissionais para que possam executar suas tarefas sem risco. A energia é um bem necessário para uma boa qualidade de vida, mas deve ser tratada com respeito e cuidado”, conclui Marcos Victor.

Confira, a seguir, dez dicas para evitar riscos de choque elétrico:

1. Ao manusear vergalhões, barras de aço, telhas metálicas, arames, réguas de alumínio, canos e outros materiais metálicos, tome cuidado para que estes não toquem nos fios da rede elétrica;

2. Ao construir ou reformar lajes e telhados, preste atenção à rede elétrica em volta da sua obra e mantenha sempre uma distância segura;

3. Andaimes devem ser instalados a uma distância segura da rede de eletricidade, principalmente quando for pintar ou instalar painéis e luminosos em fachadas;

4. Avise a distribuidora de energia sobre o trabalho em fachadas (pintura, instalação de painéis etc.), antes de iniciar a atividade. Pode ser necessário desligar a rede para a execução;

5. Nunca faça a ligação direta do painel luminoso com a rede elétrica. O risco de choque elétrico é altíssimo;

6. Nunca faça ligações clandestinas. Além de perigosas, são ilegais. Se o local não tiver energia elétrica, solicite a orientação à concessionária;

7. Os pintores devem tomar cuidado com a rede de eletricidade quando forem pintar fachadas. O cabo extensor de pintura tem que ficar bem longe dos fios;

8. Instale antenas longe da rede elétrica e somente o faça com tempo bom, sem chuva;

9. Calcule uma distância segura para que, em caso de queda, a antena não toque nos fios elétricos. Uma simples aproximação pode ser fatal0.

10. Se a antena, vergalhão, ou uma telha metálica cair na rede elétrica, não tente segurar ou recuperar. Acione a distribuidora de energia responsável imediatamente.

Sobre a CPFL Energia. A CPFL Energia, há 109 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e serviços. Desde 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Focada em uma forma mais sustentável de produzir energia, tem na CPFL Renováveis uma das maiores empresas de geração da América Latina a partir de fontes alternativas, com um portfólio baseado em fontes limpas como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Em geração é a terceira maior agente privada do País, com capacidade instalada de 4.303 MW.

Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 10 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.

(Assessoria de Imprensa CPFL Energia – [email protected])

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.