Regina Stuchi dá uma lição de vida

A nossa dedicada colaboradora Sarah Coelho mostra a fotografia, de corpo e alma, de uma professora dotada de princípios, saber e imenso coração na arte de estimular a aprendizagem.

Regina H. Stuchi estudou no Colégio Progresso e no IEBA onde fez o ensino fundamental e médio. Na Unesp fez Ciências Sociais e na Fefiara, hoje Uniara, História. Já lecionou em muitas escolas estaduais: Carlos Batista Magalhães, Victor Lacorte, Florestano Libutti, Pedro José Neto, Antonio Lourenço Corrêa, Leonardo Barbieri, e muitas outras. Também lecionou na Escola Diálogo e no Senai. Confira as suas respostas.

Atualmente, leciona aonde?

Centro Educacional Araraquara – Unidade II (Objetivo)

EPG João Manoel do Amaral.

Há quanto tempo é professora?

Há 27 anos, comecei a lecionar em 1976.

Como se envolveu na área de História?

Sempre gostei de ler, de conhecer e ouvir histórias sobre o passado, acho que esse envolvimento começou quando estava nas séries finais do ensino fundamental (6º, 7º, 8º séries).

Têm prazer em dar aula?

Muito, é muito bom observar as descobertas dos alunos, seus progressos, suas aspirações e principalmente participar de seus sonhos e objetivos.

Obviamente, gosta de seus alunos.

Como eu poderia trabalhar com prazer se não gostasse dos meus alunos? Trabalhar com eles e para eles é a função de minha profissão.

Sofreu a influência de algum educador ?

Sim, de vários professores com quem convivi desde o ensino fundamental até a faculdade.

Se não fosse professora, o que seria?

Talvez psicóloga.

Considera-se uma boa professora?

Procuro ser. Gosto da minha profissão e assim trabalho com dedicação.

Um professor pode parar de estudar?

Nunca, ele sempre precisa rever conhecimentos e adquirir novos em sua área de atuação, bem como em outras áreas relacionadas com seu trabalho.

O professor é devidamente respeitado e reconhecido?

Atualmente não, estou respondendo esta pergunta pensando na classe como um todo.

Acha-se bem no contexto da História?

Acho que sim, sempre foi uma das minhas disciplinas preferidas.

Como se sente quando a classe não se comporta?

Penso no meu esforço para estar ali e naquele momento.

Os alunos de hoje são mais estudiosos?

Acho que hoje os alunos têm mais acesso a uma infinidade e variedade de informações, porém nem todos sabem utilizá-las para seu crescimento.

Têm aluno que fez ou está na faculdade?

Tem vários que já estão formados e trabalhando.

Seus filhos quiseram seguir sua carreira?

Não, mas a tendência dos meus filhos é a área de humanas.

Quando era pequena, qual sua matéria favorita?

História era uma das minhas matérias preferidas, gostava de Geografia e Literatura.

Mensagem especial

Vou citar uma frase muito profunda de um cartão que recebi de uma ex-aluna:

“O homem vale o que é diante de Deus e nada mais”. (São Francisco de Assis).

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Boletim Diário número 82 – de 25 de junho de 2024

Educação SP investe em tutoria contra defasagem no aprendizado de português e matemática

Santa Casa divulga balanço referente ao Programa Saúde Cidadã

Confira as feiras de artesãos e empreendedores do final de semana (28, 29 e 30 de junho)

Choro das Águas: banda Tapa na Pantera homenageia Raul Seixas neste domingo (30)

CATEGORIAS