Projeto Saúde na Praça faz balanço positivo do ano

0
112
Aulas de yoga no CRAS do Yolanda Ópice.

Mesmo afetado pela pandemia, programa já atende aproximadamente 1.200 alunos em oito modalidades, com 160 aulas semanais

O projeto Saúde na Praça, que passa por um processo de crescimento após ter suas atividades interrompidas em razão da pandemia da Covid-19, já conta com resultados positivos e encerra o ano com números satisfatórios. Segundo o último levantamento, o programa atende aproximadamente 1.200 alunos, com 160 aulas semanais de oito modalidades em 72 pontos de 32 bairros de Araraquara. O projeto abrange pessoas com idade a partir de 17 anos, porém procura atender preferencialmente a terceira idade.
Bruno Marcos Castilho de Castro, gestor do projeto, analisou o momento atual do projeto. “Apesar da pandemia ter interferido negativamente em nosso trabalho, estamos contentes com os resultados alcançados até então, no entanto estamos nos empenhando para tentar atingir um número maior de pessoas e prestar um atendimento com ainda mais qualidade. O esforço é pela saúde da população e nosso foco é em diminuir o sedentarismo e melhorar a saúde por meio do exercício físico e do incentivo ao aumento da prática de atividades físicas”, avaliou.
No momento, a modalidade que mais conta com pontos de prática na cidade é a ginástica geral, com 26 polos localizados no Carmo, Hortências, Meninão, Sabsa, São Geraldo, Jardim Imperador, Jardim Selmi Dei 2, Jardim Santana, Jardim América (Tom Zé), Lar São Francisco, Jardim Marivan, Jardim Brasília, Jardim Maria Luíza, Jardim Del Rei, Jardim Martinez, Jardim Botânico, Jardim Pinheiros, Jardim Martinez, Parque Infantil, Ferroviária (Sala de Judô), USF Jardim Laranjeiras 1, USF Jardim Laranjeiras 2, Jardim Indaiá, Jardim Paraíso, Centro Dia e CEAR (Ginásio Gilberto Maestrelli).
A zumba também possui forte adesão na cidade, com 19 pontos no Jardim América (Tom Zé), Jardim Brasília, Vila Melhado, Yolanda Ópice, Jardim Botânico, Jardim Indaiá, Parque Infantil, Selmi Dei, Assentamento Bela Vista, Jardim Paulistano, USF Jardim Laranjeiras 2, Jardim Martinez, Meninão, Assentamento Monte Alegre, Jardim Paraíso, USF Altos de Pinheiros, Jardim Imperador, Residencial Alamedas e Cecap.
A yoga possui 11 polos: Casa de Acolhida “Assad Kan”, CRAS Vale do Sol, Centro de Referência Afro “Mestre Jorge”, Centro de Referência da Mulher, CRAS CECAP, CRAS Yolanda Ópice, CRAS Jardim Cruzeiro do Sul, CRAS Jardim Hortências, CRAS Parque São Paulo, Vila Dignidade e Recanto Feliz.
A ginástica laboral conta com seis locais de prática e atende a Secretaria de Meio Ambiente, Coordenadoria de Trânsito, Gestão e Fiscalização de Trânsito, Prefeitura, SESMT e Recursos Humanos. O Lian Gong é oferecido em cinco polos: Vila Melhado, Jardim Botânico, Jardim Paulistano e Praça Pedro de Toledo. Já o Tai Chi Chuan é oferecido no Residencial Alamedas, Parque São Paulo e CEAR (Ginásio Gilberto Maestrelli). A ginástica artística para idosos é oferecida no CEAR (Ginásio Gilberto Maestrelli), enquanto as aulas de hidroginástica são oferecidas no Clube da Engenharia.
Mais informações sobre o projeto Saúde na Praça podem ser obtidas pelo telefone (16) 3303-2708.

Saúde na Praça Online

Além das atividades presenciais, o programa Saúde na Praça oferece aulas em vídeos que podem ser conferidas no canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube. As aulas são postadas todas às segundas-feiras, às 8 horas, ministradas pelo professor Luís Roberto Miranda, orientador físico da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Araraquara.
O serviço visa levar às pessoas dicas sobre saúde e recomendações sobre atividade física, com objetivo de complementar o atendimento presencial e atender as pessoas que não conseguem participar destas aulas, com o intuito de promover o aumento da atividade física diária e estilo de vida saudável da população de Araraquara.

(Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

Deixe uma resposta