Prefeitura inaugura sede do projeto social Quilombo Rosa na região do Valle Verde

0
85
Foto: Tetê Viviani

Espaço, escolhido na Plenária Temática de Mulheres do Orçamento Participativo, abrigará área de lazer e espaço voltado a cursos para geração de trabalho e renda para as mulheres da região nordeste de Araraquara

A Prefeitura inaugurou no domingo (12) a sede do Quilombo Rosa, projeto social da região do Valle Verde que abrigará área de lazer e espaço voltado a cursos para geração de trabalho e renda para as mulheres da região nordeste de Araraquara. A obra foi escolhida na Plenária Temática de Mulheres do Orçamento Participativo.
O espaço (na Avenida Lázaro Machado, nº 1150, Valle Verde) será voltado exclusivamente para as mulheres e oferecerá cursos nas áreas de cooperativismo e economia criativa e solidária. A escolha do local atende pedido das mulheres da cidade e se deve ao grande contingente populacional da região e à ausência de equipamentos públicos que promovam atividades de geração de trabalho e renda.
O investimento na construção da sede foi de R$ 479.854,07, por meio do Finisa (Financiamento à Estrutura e ao Saneamento, junto à Caixa Econômica Federal). Os serviços na obra incluíram construção de área com cozinha, lavanderia, sanitários masculino e feminino para pessoas com deficiência, vestiário, sala multiuso, sala administrativa e varanda com espaço para convivência.
Além dos cursos de qualificação, o local deve receber as Oficinas Culturais e o Saúde na Praça. Também está prevista uma parceria com o Sebrae para fomentar o empreendedorismo feminino e o desenvolvimento local. E nesta quarta-feira (15), Dia Nacional da Economia Solidária, o Quilombo Rosa sediará um encontro das lideranças dos EES (Empreendimentos Econômicos Solidários) de Araraquara com foco no planejamento de ações para 2022.
Em sua fala no evento, o prefeito Edinho destacou o caráter educativo do Orçamento Participativo, que incentiva a participação popular. “Em 2017, a obra do Quilombo Rosa perdeu a votação. A população se reorganizou e foi para a Plenária das Mulheres em 2018 e ganhou. Foi uma vitória da participação popular”, destacou Edinho.
“O OP é um dos instrumentos que o povo tem para falar o que pensa. A gente chama o povo para dizer o que é importante para ele. Temos 58 obras e R$ 66 milhões em obras do OP. Temos que acreditar nessa nova forma de governar”, complementou o prefeito.
O vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto, ressaltou a importância do investimento para o combate à vulnerabilidade social. “É a oportunidade de as famílias se reestruturarem e superarem as dificuldades. Neste momento de superação da pandemia, o incentivo à geração de emprego e renda deve ser uma das prioridades. Parabéns a todas as mulheres que foram até a plenária do OP e se mobilizaram para essa vitória.”
A secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Kairuz, agradeceu à equipe de arquitetos que elaborou o projeto. “É um espaço lindo, moderno, bem estruturado. É o que a gente deseja para as famílias que irão passar aqui: a construção de um futuro lindo, moderno, bem estruturado”, afirmou.
A coordenadora do Trabalho e de Economia Criativa e Solidária, Camila Capacle, explicou detalhes das atividades que serão desenvolvidas no espaço e falou sobre a cooperação de todos os moradores na gestão do projeto. “É no coletivo que a gente constrói. É a isso que este espaço se propõe: uma gestão solidária, democrática e participativa, como tudo o que a gente faz na economia solidária.”
Vice-presidente da Câmara Municipal, a vereadora Thainara Faria (PT) falou em nome do Legislativo e destacou os recentes investimentos da Prefeitura na região do Valle Verde após aprovação no OP, como os três CERs e a Emef inaugurados em 2020. “Agora conseguimos levantar mais um prédio para que as mulheres desta região não se sintam abandonadas e saibam que o poder público está aqui por elas, para elas e por que elas se mobilizaram”, afirmou.
A vereadora Fabi Virgílio (PT) também utilizou a palavra para falar sobre o projeto. “É um momento muito especial. Essa conquista se dá pela causa, mas também pela mobilização existente. Sem essa mobilização, não seria possível. É um espaço de emancipação das mulheres, de libertação das mulheres pela questão econômica.”
A deputada estadual Márcia Lia (PT) parabenizou todas as mulheres pela vitória do Quilombo Rosa no Orçamento Participativo. “Tenho muito orgulho de ter participado desse processo desde o início. Este é um sonho que se materializou. Um sonho lindo, de luta, de resistência. Parabéns a todos vocês”, declarou.
Marta Joaquim, em nome da comunidade da região do Valle Verde, transmitiu seu sentimento ao ver a obra do Quilombo Rosa pronta. “É muito emocionante ver um sonho concretizado e ver isso no meu bairro. É uma conquista nossa de uma luta de muito tempo. Agradeço a todas as guerreiras que lutaram por isso. A conquista é conjunta, de todas as mulheres”, ressaltou.
Cleuza Sueli, representando a Associação Quilombo Rosa, destacou a união na luta pela aprovação do programa. “Nós nos unimos e fomos pedir a construção desse projeto. O Quilombo Rosa agora é realidade. Espero que ele cumpra sua missão idealizada por nós: acolher as famílias para qualificação, formação cidadã, cultura, lazer. E que seja modelo para outras regiões”, avaliou.
Também estiveram no evento o vereador Paulo Landim (PT); as secretárias Amanda Vizoná (Direitos Humanos e Participação Popular), Jacqueline Barbosa (Assistência e Desenvolvimento Social), Teresa Telarolli (Cultura) e Milena Pavanelli (Esportes e Lazer) e o secretário Sérgio Pelícolla (Obras e Serviços Públicos), entre outros coordenadores, gestores e representantes do governo; o presidente do Comcedir (Conselho Municipal de Combate à Discriminação e ao Racismo), Fábio Mahal; o coordenador do Conselho Tutelar I, Moacir Ellero; e a presidente da Cooperativa Acácia, Helena Francisco da Silva.

(Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Araraquara)

 

Deixe uma resposta