Prefeitura é questionada quanto ao paradeiro do primeiro ônibus da cidade

0
114

Lineu Carlos de Assis (Podemos) busca manter um símbolo araraquarense

No final de novembro, o vereador Lineu Carlos de Assis (Podemos) protocolou o Requerimento nº 1094/2021, que solicita informações sobre o primeiro ônibus elétrico de Araraquara, que antes ficava em exposição na Praça da Fonte Luminosa e foi retirado do local.
Lineu considerou que o então prefeito Rômulo Lupo criou a Companhia Tróleibus de Araraquara (CTA) em 1959, recebendo, no fim do mesmo ano os primeiros tróleibus. O parlamentar acredita que é importante que o primeiro tróleibus de Araraquara seja mantido em exposição na Praça do Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae), para que a memória desse período, especial para muitos araraquarenses, seja preservada.
Diante das considerações mencionadas, o vereador perguntou ao Executivo se o ônibus foi retirado da exposição permanentemente ou apenas para um período de manutenção, qual será a destinação do veículo se retirado definitivamente, e quando retornará à exposição se retirado para manutenção.
Em resposta, a Controladoria do Transporte de Araraquara explicou que manter o ônibus constantemente exposto, sem qualquer cobertura, estava ocasionando sua degradação e, para que isso não se tornasse irreversível, ele foi retirado e está sendo mantido em lugar coberto, dentro da área da CTA. Frisou ainda que o veículo não foi retirado em definitivo, mas terá de passar por um processo de recuperação e adequação para que não ocorram novas degradações.
Por fim, foi esclarecido que, para que o ônibus passasse por uma manutenção, ele teria de ser transferido para o Patrimônio da Prefeitura, pois ainda consta como sendo propriedade da CTA, a qual se encontra em processo de ”liquidação”, não tendo qualquer receita e, portanto, não tendo condições de arcar com essa despesa. (Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

Deixe uma resposta