Prefeito responsabiliza legislação passada por falta de pavimentação

A Plenária II da região 5 do Orçamento Participativo, realizada na Emef Rafael de Medina, teve a participação de 120 moradores. O prefeito Edinho Silva e todos os secretários municipais participaram do encontro, debatendo com a população os problemas dos bairros que integram a Região 5. Segundo a Coordenadora de Participação Popular, Márcia Lia, após acalorada discussão, votaram as prioridades locais que serão inseridas no orçamento de 2004: esporte e lazer (82 votos), reforma e ampliação do CER Amélia Fávero Manini, do Jardim Água Branca (69 votos) e pavimentação do Condomínio Satélite e ruas do Jardim das Hortênsias que ainda estão sem asfalto.

Questionado por um morador sobre a falta de pavimentação na periferia da cidade, o prefeito Edinho Silva informou que essa deficiência na infra-estrutura de muitos bairros constitui uma herança de administrações passadas, que não exigiam dos loteadores o asfaltamento como condição para comercialização dos lotes. Essa exigência só passou a ser feita a partir de julho de 2001, com a aprovação de lei complementar enviada à Câmara Municipal pela atual administração. Hoje, acrescentou o prefeito, nenhum loteamento é aprovado sem que a imobiliária se comprometa a colocar asfalto e galerias pluviais no local.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A força e união do agro

Os riscos e a falta de regulamentação do uso de dados genéticos de pacientes por operadoras de saúde

Por que temos de sofrer as consequências do pecado de Adão e Eva?

Governar com economia e sem aumentar impostos

Cidade: berço de soluções

CATEGORIAS