Prefeito na corrida do ouro

Os cofres raspados obrigam Edinho a se transformar num caixeiro-viajante batendo às portas de autoridades de São Paulo e Brasília sem se descuidar da Petrobras. Ainda mais que temos mão de obra e muita terra para plantar mamona ou soja para fabricar o biodiesel. Outra alternativa brasileira para fazer inveja ao primeiro-mundo.

O chefe do Executivo, embora ferido e angustiado pelo noticiário sobre propina à Prefeitura de Ara-raquara, visitou a diretoria da Petrobras para estudar a possibilidade de fabricar combustível para mais de 500 postos abertos a partir do próximo mês. Uma revolução energética que é feita de óleos vegetais. Um combustível que o prefeito Edinho quer "plantar em nossas terras". Ainda mais que o diesel fóssil, que move frota de caminhões e ônibus, tem prazo para terminar. Renovável é o que podemos plantar, com aumento de renda às famílias e aos trabalhadores. O prefeito retornou satisfeito de outra visita para conseguir equilíbrio do caixa.

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Escola do Legislativo da Câmara promove curso sobre TDAH

O Brasil na crise do clima

A vida é assim mesmo

Biden joga a toalha. Recomeça a corrida presidencial nos EUA

Forme-se em Inteligência Artificial

CATEGORIAS