População sofre com falta de medicamentos e atendimento na Farmácia Central

0
303

O vereador Marcos Garrido (Patriota) pede respostas da Secretaria Municipal da Saúde

A falta de diversos medicamentos de uso contínuo na Farmácia Central do Município, “Dra. Clara Pechmann Mendonça” – localizada na Rua Gonçalves Dias, no Centro – foi pauta para o Requerimento nº 60/2022, protocolado pelo vereador Marcos Garrido (Patriota). A Secretaria Municipal da Saúde respondeu às questões do parlamentar.

Na resposta, a Secretaria informou que os pedidos de medicamentos que estavam em andamento em 2021 não foram concluídos, por conta do encerramento do exercício financeiro do ano. Os que não haviam sido empenhados tiveram de ser refeitos em janeiro de 2022.

No Requerimento, Garrido destacou a falta de Duloxetina e Cloridrato de Duloxetina, além da medicação para tratamento de esquizofrenia. Sobre isso, a Secretaria argumentou que a falta se deve a um atraso da Ata de Registro de Preços, pelo recesso de final de ano. Completou afirmando que foi solicitado um pedido de compra direta para suprir a rede até a finalização da Ata.

O vereador espera que o problema seja tratado com urgência, uma vez que, segundo ele, munícipes relataram que os medicamentos estão em falta há semanas, sem previsões de normalização.

Garrido denunciou ainda problemas no atendimento no local: “Os munícipes que comparecem ao ponto de entrega de medicamentos em questão relatam que recebem atendimento preguiçoso, são tratados com indiferença e saem de ‘mãos vazias’. Essa situação compromete o tratamento clínico de muitos pacientes, traz sério risco de agravamento dos problemas de saúde já existentes”.

(Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.